navio

ENIDH arranca a sua participação no projecto SeaSafer visando criar «cultura de segurança»

Marítimo Comentários fechados em ENIDH arranca a sua participação no projecto SeaSafer visando criar «cultura de segurança» 443
Tempo de Leitura: 2 minutos

Nos passados dias 14 e 15 de Abril decorreu a conferência digital que marca o início do projecto SeaSafer, financiado pelo Programa Erasmus. O projecto contará com a participação da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique (ENIDH).

Este projecto diz respeito ao desenvolvimento da inovação a partir dos dados existentes sobre acidentes/incidentes para a criação de um conjunto de cenários com o objectivo de criar uma «Cultura de Segurança» para a educação e formação de marítimos, explicou, em comunicado, a ENIDH.

As principais metas do Projecto SeaSafer

A intenção deste projecto é desenvolver conhecimentos práticos para treino de marítimos, por meio da aprendizagem com acidentes e incidentes anteriores. O projecto dividirá esses acidentes e incidentes em várias categorias, preparando uma base de conhecimento dos cenários seleccionados, simulando-os on-line usando simuladores integrados full-mission de navegação e máquinas, e treinando marítimos que trabalham a bordo de navios.

As grandes metas deste novo projecto passam pela melhoria da segurança no mar e nos portos, facilitando o conhecimento experimental e criando uma base de conhecimento de cenários para o treino de marítimos, pelo desenvolvimento de exercícios inteligentes baseados em cenários criados para aplicação em simuladores full-mission, e por, último, pela avaliação da aprendizagem dos utilizadores através de cenários desenvolvidos.

ENIDH participa em projecto de segurança e formação marítima

A parceria é composta por seis grandes centros de educação e formação, empresas privadas, instituições de ensino superior de vários países da EU, apoiadas pelas suas autoridades de acreditação e / ou certificação. «O principal resultado a atingir é que o conhecimento necessário, por exemplo, para os marítimos a bordo de um navio, para reconhecer e lidar com acidentes / incidentes semelhantes, devem ser evitados, bem como para os marítimos que trabalham no mar», explicou, em detalhe, a ENIDH, que emprestará ao projecto a coordenação do professor Tiago Carrelo.

«O impacto será substancial, uma vez que este projecto se destina a introduzir ferramentas inovadoras de treino e avaliação, de modo a que seja incorporado o conhecimento experimental em programas de formação marítima», vincou ainda a escola náutica.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com