ESAL dá luz verde investimentos no Porto de Pireu, mas adia novo terminal de contentores

Marítimo Comentários fechados em ESAL dá luz verde investimentos no Porto de Pireu, mas adia novo terminal de contentores 226
Tempo de Leitura: 2 minutos

O governo grego e a Autoridade Portuária de Pireu (PPA) saudaram, na passada Quinta-feira, a aprovação, pelo Comité de Planeamento e Desenvolvimento de Portos da Grécia (sigla ESAL) de um conjunto de investimentos no maior porto da Grécia, que totaliza 611,8 milhões de euros. De fora, por enquanto, ficou o projecto que contemplava a construção de um novo terminal de contentores no Porto de Pireu.

Porto de Pireu alvo de «investimento emblemático»

pireu piraeuPara o Ministério da Navegação da Grécia, este trata-se de «um investimento emblemático» que «começará imediatamente», abrindo assim as portas a «uma nova era no Porto e Pireu». Através de um comunicado estatal, o Ministério da Navegação saudou a decisão, caracterizando-a como um passo fulcral para a «abertura de um novo capítulo nas excelentes relações sino-gregas», na sequência de uma reunião que juntou o presidente da PPA, Yu Zenggang, e o ministro grego Yannis Plakiotakis, líder da pasta da Navegação.

«A aprovação do plano demonstra que nosso país agora é favorável a investimentos com uma visão e realismo que criam valor agregado real», comentou, na ressaca do encontro, Yannis Plakiotakis. Após um longo período de espera, a PPA recebeu luz verde para prosseguir com a implementação de investimentos significativos que, segundo defende Yu Zenggang, tornarão Pireu no porto mais importante do Mediterrâneo. Ainda assim, a totalidade dos intentos do plano de expansão não foi avante, uma vez que o projecto referente ao novo terminal de contentores foi rejeitado.

Novo terminal de contentores adiado

«Esperamos que as autoridades competentes analisem em breve a expansão do terminal de contentores, pois este é um grande investimento que estabelecerá o porto de Pireu como um dos principais terminais de contentores da Europa», declarava o presidente da PPA na passada Quinta-feira. O seu desejo, no entanto, acabou por não se concretizar: o ESAL rejeitou a proposta, justificando a decisão com a ainda imatura condição do mercado. Recorde-se que a presença chinesa no Pireu teve o seu pináculo em 2016, com a entrada da COSCO (com 51%) na estrutura accionista da PPA.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com