estaleiros Viana

Estaleiros da WestSea, em Viana do Castelo, lotados: «Construção Naval está ao rubro»

Marítimo Comentários fechados em Estaleiros da WestSea, em Viana do Castelo, lotados: «Construção Naval está ao rubro» 950
Tempo de Leitura: 2 minutos

A frase é do empresário Mário Ferreira, citado pela Lusa e pelo JN: «a construção naval está ao rubro» em Portugal, contrariando uma ideia que há muito parecia ganhar contornos de realidade incontornável.

Estaleiros de Viana do Castelo sem mãos a medir

Mas, como ressalvou o presidente do grupo Mystic Invest, o sector vive dias de pujança, como comprova a azáfama dos estaleiros da WestSea, em Viana do Castelo. A construção de quatro navios para o grupo do empresário Mário Ferreira praticamente lotou a capacidade dos estaleiros em Viana do Castelo, que agora são forçados a recrutar fora para poderem fazer face à falta de mão-de-obra na cidade.

As quatro construções, às quais se acrescem as reparações de três navios químicos pertencentes a armadores internacionais, deixam actualmente os estaleiros da WestSea sem mãos a medir, ocupando diariamente, 1300 trabalhadores de diversas nacionalidades. «É muita produção nova num estaleiro desta dimensão, mas dá gosto ver estas 1.300 pessoas aqui», comentou Mário Ferreira, citado pela Lusa.

«A construção naval está ao rubro e continuará assim por muitos anos», afirmou Mário Ferreira

«A construção naval está ao rubro e continuará assim por muitos anos», afirmou, lembrando que o impulso no sector da construção naval tem sido acompanhado pelo «conhecimento» adquirido através dos «desafios»  que se colocaram com o projecto do primeiro paquete e aos quais os estaleiros «souberam responder». A tecnologia «inovadora» forçou a «procura de parceiros que ajudassem a desenvolver um produto complexo, com regras ambientais muito apertadas», lembrou.

O sistema híbrido de propulsão do navio ‘MS World Explorer, «amigo do ambiente», foi concebido numa parceria com a Rolls-Royce para «reduzir drasticamente os consumos», como o «sistema dinâmico de posicionamento que evita o recurso a âncoras, protegendo o solo marítimo», explicou. Dos 1300 trabalhadores, 700 estão envolvidos nos acabamentos do ‘MS World Explorer’, o primeiro de três paquetes que a Mystic Invest encomendou até 2021.

Com Lusa e JN

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com