Estaleiros navais Viana

Estaleiros navais de Viana do Castelo com papel de proa na transição Energética

Marítimo Comentários fechados em Estaleiros navais de Viana do Castelo com papel de proa na transição Energética 1223
Tempo de Leitura: 2 minutos

Teve lugar a segunda operação de transição energética do sistema de propulsão para utilização de gás natural em embarcações, operada nos Estaleiros navais da West Sea, em Viana do Castelo – mais um reflexo do papel crucial da infra-estrutura no processo de transição energética.

O ferry ‘Martín i Soler’, de 165 metros e com capacidade para transportar 1200 passageiros e cerca de 560 veículos, pertencente ao Grupo Baleària, encontra-se desde inícios de Novembro de 2020 nos estaleiros navais da West Sea, em Viana do Castelo para reconversão e modernização.

Trata-se do segundo navio da sua frota a ser adaptado nestes estaleiros para poder navegar movido a gás natural. A reconversão que está prevista terminar no próximo mês de Abril, pressupõe a instalação de um depósito com capacidade de 360 m3 para o novo combustível, o que irá garantir uma autonomia de mil milhas náuticas, e ainda a instalação de sensores para medir o consumo e as emissões, em tempo real.

Intervenção nos estaleiros permitirá redução drástica das emissões de CO2

«Após esta intervenção, o navio irá reduzir drasticamente as emissões de dióxido de carbono, correspondendo a cerca de 9200 toneladas por ano de CO2», relatou a APDL, através de uma comunicação disponibilizadas nas redes sociais. A modernização deste navio, explicou ainda a administração, passa ainda pela «adopção de tecnologia smart ship por forma a melhorar a experiência do cliente a bordo».

Em resultado da primeira reconversão realizada nos estaleiros de Viana do Castelo, a APDL estreou-se em Julho de 2020 na operação de abastecimento de gás a navios. A operação efetuou-se após meticulosa avaliação de risco e implementação dos procedimentos e melhores práticas suportadas nas recomendações internacionais e nacionais, compiladas num estudo, promovido pela APDL, para a preparação das suas equipas, no seguimento das orientações do Quadro de Acção Nacional para a Criação de uma infraestrutura para Combustíveis Alternativos (RCM 88/2017), em que traça a meta de 2025, para que os portos nacionais tenham a capacidade e abastecimento de GNL a navios.

Fotos: APDL

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com