EUA defendem «fase de implementação experimental» dos novos limites de NOx

Marítimo Comentários fechados em EUA defendem «fase de implementação experimental» dos novos limites de NOx 268
Tempo de Leitura: 1 minutos

O presidente dos EUA pretende que a implementação dos novos limites máximos de NOx no transporte marítimo (que entrarão em vigor já no dia 1 de Janeiro de 2020) seja feita de forma gradual e faseada, de modo a proteger os consumidores e a «mitigar o impacte precipitado do preço dos combustíveis», explicou o gabinete de comunicação da administração, liderada por Donald Trump.

EUA junta-se ao Panamá e à Libéria, pedindo implementação faseada dos limites de NOx

Recorde-se que a IMO já comentou a eventualidade de um cenário de gradual implementação das novas regras, negando terminantemente essa hipótese e assegurando que não haverá atrasos. A intervenção da Casa Branca, ocorrida na passada Sexta-feira, demonstra que os EUA juntam-se, assim, a países como o Panamá ou a Libéria, na apologia por uma implementação progressiva dos limites de NOx.

«Os Estados Unidos apoiam uma fase de implementação experimental, também proposta por outros vários países, a fim de mitigar o impacto do aumento do custo do combustível nos consumidores», afirmou o porta-voz da Casa Branca, explicando, no entanto, que o país não defende um adiamento, apenas que a regra não seja obrigatoriamente cumprida até uma certa data, a definir posteriormente.

Explicou a Casa Branca que os receios prendem-se com a possibilidade de impreparação por parte das refinadoras para dar resposta à procura massiva no arranque de 2020: nesse caso, os preços dos combustíveis poderão sofrer acréscimos acentuados. Os analistas norte-americanos inferem também que esse cenário poderia ser bastante negativo para as pretensões eleitorais de Donald Trump.

 

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com