regulamento camiões iru

Eurodeputado Carlos Zorrinho defende descarbonização dos transportes através de incentivos

Terrestre Comentários fechados em Eurodeputado Carlos Zorrinho defende descarbonização dos transportes através de incentivos 301
Tempo de Leitura: 2 minutos

Hoje, em Estrasburgo, o eurodeputado Carlos Zorrinho, fez a apologia da descarbonização do sector dos transportes, defendendo, para tal, a implementação de incentivos. «A descarbonização dos transportes é um imperativo de cidadania, por razões económicas, ambientais e de saúde pública», afirmou.

O eurodeputado português deixou um apelo à aposta da Europa na área das tecnologias inovadoras capazes de reduzir as emissões no sector dos transportes. Intervindo sobre o dossier ‘Normas de desempenho em matéria de emissões de CO2 dos veículos pesados novos’, Zorrinho sublinhou que os dados estatísticos que precisam de ser contrariados: «400 mil cidadãos europeus morrem prematuramente por ano devido à má qualidade do ar».

Carlos Zorrinho defende descarbonização em Estrasburgo

Considerando que os veículos pesados novos são responsáveis por um quarto do total das emissões de transporte rodoviário, ou seja, 6% do total das emissões de dióxido de carbono na UE, o Eurodeputado socialista entende que a proposta de regulamento deve habilitar o sector a contribuir para o esforço geral que é preciso fazer.

«Só com uma quota significativa desses veículos poderemos atingir o objectivo de redução de 35% das emissões dos veículos pesados novos até 2030, acima dos 30% propostos pela Comissão Europeia, e uma meta intermédia de 20% para 2025», defendeu Carlos Zorrinho, instando europeia a produzir e a comercializar na Europa veículos pesados sem emissões ou com baixas emissões. «A investigação nesse sentido desse ser incentivada e apoiada».

«É essencial disponibilizar estrutura de incentivos robusta» para auxiliar as PME’s

«Mas não basta apoiar a indústria. Uma percentagem elevada de operadores de transporte de mercadorias na União são PME. É essencial disponibilizar uma estrutura de incentivos robusta para os apoiar», argumentou o eurodeputado, aludindo aos casos de Estados Unidos, do Canadá, do Japão e da China no mercado dos veículos pesados: todos estes países «já introduziram requisitos de redução do consumo de combustível ou das emissões desses veículos», não podendo a Europa «ficar para trás».

Author

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com