portos de sao vicente cabo verde

Executivo cabo-verdiano pondera renegociar contrato de concessão das ligações marítimas

MarítimoComentários fechados em Executivo cabo-verdiano pondera renegociar contrato de concessão das ligações marítimas374
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Executivo de Cabo Verde deixou a porta aberta a uma eventual renegociação, em 2021, do contrato de concessão do serviço público de transporte inter-ilhas de passageiros e carga, assumido desde 2019 pela CV Interilhas, liderada pela transportadora portuguesa Transinsular.

Posição do Executivo consta da proposta de OE para 2021

Segundo noticiou hoje a Lusa, esta posição está plasmada nos documentos de suporte à proposta de lei do Orçamento do Estado para 2021, que o Governo entregou este mês ao parlamento, o último preparado pelo executivo nesta legislatura, face à perspectiva de realização de eleições legislativas até ao vindouro mês de Março, e envolve uma redução de quase 30% nos subsídios, que englobam a indemnização compensatória à CV Interilhas.

CV Interilhas Grupo ETE«A rubrica subsídios está orçada em 5,6 milhões de euros para 2021, prevendo uma diminuição de 29,4% em face ao Orçamento Rectificativo 2020, justificada, essencialmente, pela projecção de renegociação de contrato de concessão das linhas marítimas», diz o documento, sendo este um dos cortes previstos pelo Executivo, na tentativa de harmonizar as contas públicas, afectadas pela crise causada pela pandemia de Covid-19.

Para 2020, no orçamento elaborado após a pandemia e que entrou em vigor em Agosto, a mesma rubrica foi orçada com oito milhões de euros, face aos 6,6 milhões de euros inicialmente previstos, e em 2019 com 1,4 milhões de euros, mas neste caso a concessão da CV Interilhas só arrancou em meados de Agosto. Contactada pela Lusa, fonte da administração da revelou desconhecer o tema, afirmando no entanto que o contrato de concessão do serviço público de transporte marítimo de passageiros e mercadorias «está a ser cumprido com a máxima dedicação e entrega» pela CV Interilhas.

Recorde-se que a administração da CV Interilhas prevê perdas de 4,5 milhões de euros este ano, tudo por causa da pandemia. A posição foi assumida em entrevista à Lusa, em Agosto, por Paulo Lopes, administrador-executivo da CV Interilhas, liderada (51%) pela Transinsular, do Grupo ETE, a propósito do primeiro ano de actividade da empresa, com a pandemia de Covid-19 a ter «um grande impacto» na actividade. Ainda assim, Paulo Lopes salientou que o balanço é positivo e que a empresa é um «caso de sucesso». Paulo Lopes destacou ainda a capacidade operacional da empresa marítima, mesmo em tempos de crise pandémica, vital para o abastecimento contínuo das ilhas cabo-verdianas.

Fonte: Lusa

Saiba mais sobre a evolução da CV Interilhas:

Paulo Lopes (Grupo ETE) frisa que CV Interilhas é caso de sucesso: «Resultados estão à vista»

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com