porto viana do castelo

Executivo fixa meta de duplicar peso da Economia Azul do Mar até 2020

Marítimo Comentários fechados em Executivo fixa meta de duplicar peso da Economia Azul do Mar até 2020 344
Tempo de Leitura: 2 minutos

Realizou-se hoje a abertura do IX Simpósio sobre a Margem Ibérica Atlântica, em Coimbra. O evento, organizado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e o MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, contou com a presença de José Apolinário, secretário de Estado das Pescas. Em representação da Ministra do Mar, José Apolinário fez uma retrospectiva positiva da evolução da Economia do Mar e fixou o objectivo para 2020.



Objectivo do Governo passa por duplicar o peso da Economia Azul do Mar até 2020

Discursando na abertura do IX Simpósio sobre a Margem Ibérica Atlântica (que decorrerá até à próxima Quinta-feira), José Apolinário apontou para o futuro próximo com ambição, reiterando uma meta já definida por Ana Paula Vitorino: duplicar o peso da Economia Azul do Mar, passando para 5% do Valor Acrescentado Bruto (VAB) até 2020, reportou a Lusa.

A intervenção do secretário de Estado das Pescas lembrou que, em 2013, a Economia do Mar representava 3,1% do VAB. Pular para os 5% «significa ter um aumento de mais de sete mil milhões de euros de contributo da economia azul para a economia do país», declarou José Apolinário.

A estratégia do Executivo, que tem como trave mestra o incremento da competitividade portuária, passa por um investimento portuário de 2,5 mil milhões até 2026, que pretende aumentar em 200% o movimento de contentores e 80% na carga total, explicou o governante, reforçando as palavras da Ministra do Mar.

Exploração das energias renováveis oceânicas está entre as prioridades

Se o investimento no fomento do desenvolvimento dos porto é prioridade, também a exploração do segmento das energias renováveis oceânicas o é: José Apolinário estima um crescimento de 240 milhões de euros no VAB, adiantando que actualmente «existe um projecto concreto em desenvolvimento que irá avançar no próximo ano ao largo de Viana do Castelo, de transferência de conhecimento para uma componente industrial muito significativa».

Citado pela Lusa, José Apolinário ressalvou que a «componente da inovação e de transferência do conhecimento é muito importante» já que, na área do Mar, o Executivo tem «defendido que um ponto central do crescimento da economia azul é o conhecimento, que é estratégico para o seu crescimento».



Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com