Expansão do Terminal XXI: «Parceria entre a PSA e o Governo é sólida», vincou fonte da concessionária

Marítimo Comentários fechados em Expansão do Terminal XXI: «Parceria entre a PSA e o Governo é sólida», vincou fonte da concessionária 426
Tempo de Leitura: 2 minutos

O ‘Jornal Económico’ chegou à fala com fonte oficial da PSA e, em entrevista, aflorou temas sensíveis que dominam, actualmente, as atenções do universo portuário português, como a luta laboral no terminal de contentores do Porto de Sines e a forma como tal circunstância poderá, ou não, afectar o processo de expansão da infra-estrutura. Apesar das reivindicações, a fonte vinca que a paz laboral continua a ser norma no porto alentejano.

Parceria entre a PSA e o Estado é «sólida» e «dificilmente será colocada em causa»

Sobre a greve (que decorreu entre os dias 2 e 4 de Maio) no Terminal XXI, a fonte oficial da PSA lembra que existe uma actualização salarial automática (anual) de 6% mais inflação e que a reivindicação da entidade sindical (de passar esse mecanismo para os 15%) é incomportável: «Infelizmente, não foi possível aceder, uma vez que tal colocaria em causa o futuro da empresa e de todos os seus colaboradores», afirmou.

Poderá este conflito laboral ameaçar o (moroso) acordo entre a PSA e o Estado português com vista à expansão do Terminal XXI? «A parceria entre a PSA e o Governo português é sólida e com inquestionáveis provas de sucesso nos últimos anos», disse, adiantando ainda que «o interesse em fortalecer ainda mais essa parceria é comum e dificilmente será colocada em causa», respondeu a fonte da concessionária.

Terminal XXI: conflito deve ser solucionado «antes de finalizar o acordo»

No entanto, deixou um aviso: «Foi efectuado um trabalho conjunto nos últimos meses para a criação de um modelo de negócio que continue a sustentar o crescimento do porto de Sines e consequentemente do país, mas certamente que nenhuma das partes estará em condições de se comprometer com um futuro que não seja sustentável a médio/longo prazo».

«Para isso, será de igual modo essencial que todos os investimentos a efectuar no futuro sejam completamente definidos, clarificados e justificados, pelo que é essencial resolver a actual questão laborais antes de finalizar o acordo», frisou, vincando que «continuam a existir conversações para que seja obtido um acordo que não só melhore as condições existentes, mas ao mesmo tempo seja duradouro e sustentável para permitir a continuidade do crescimento dos últimos anos ao mesmo tempo que permite a conclusão das negociações para uma nova expansão do Terminal XXI».

Na entrevista, o responsável da PSA frisou que este conflito actual em nada altera o estatuto de «exemplo de paz laboral» do Porto de Sines e do Terminal XXI, reinante durante vários anos: «Esse exemplo de paz laboral não deixa de ser uma realidade considerando que a parceria entre a PSA Sines e o Sindicato XXI tem sido um forte alicerce no crescimento que o Terminal XXI apresentou nos últimos anos», atirou.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com