porto de aveiro three rivers

Fátima Alves analisou «principais linhas de desenvolvimento estratégico» do Porto de Aveiro

Marítimo Comentários fechados em Fátima Alves analisou «principais linhas de desenvolvimento estratégico» do Porto de Aveiro 253
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em artigo publicado no jornal ‘Diário de Aveiro‘, a presidente da administração do Porto de Aveiro analisou as «principais linhas de desenvolvimento estratégico» nas quais se sustentam «os investimentos mais significativos para a próxima década». Fátima Alves destacou, neste contexto, a importância da intermodalidade, da infra-estruturação da ZALI e do incremento das acessibilidades marítimas.

Fátima Alves abordou «investimentos mais significativos» para a próxima década

porto de aveiro«São duas as principais linhas de desenvolvimento estratégico em que se alicerçam os investimentos mais significativos para a próxima década no Porto de Aveiro. Melhoria das condições de navegabilidade, reforço da conectividade marítima-ferroviária e capacitação da Zona de Actividades Logísticas e Industriais (ZALI)», começou por explicar Fátima Alves. Este eixo, prosseguiu, «assenta em três acções».

Tais acções são o «estudo de melhoria das condições de navegabilidade da Barra de Aveiro que visa dar resposta ao aumento da procura pelo porto de navios de maior porte e, bem assim, reforçar a segurança e fiabilidade dos serviços que são prestados»; a «conclusão da infra-estruturação da ZALI, capacitando esta área estratégica de expansão portuária, com redes de abastecimento de água, electricidade e sistema de combate a incêndios numa área de 45 hectares, com mais 800 metros de frente cais» e a «revisão de projecto e construção do terminal intermodal ferroviário para a recepção de composições ferroviárias com 750 metros de comprimento, com o objectivo de melhorar a conectividade marítimo-ferroviária».

Estes investimentos, continuou Fátima Alves, «são complementares à expansão da capacidade física do porto para o aumento da sua atractividade nas cadeias logísticas de transporte, no sentido de induzirem uma redução dos custos de contexto das empresas e potenciarem a captação de investimento privado, com o consequente aumento da rentabilização dos espaços dominiais, em particular da ZALI, e da actividade portuária».

Fonte: Diário de Aveiro

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com