Total Logistics 2018: Gigantes FedEx, UPS ou DHL não estão imunes aos efeitos da disrupção

Empresas, Logística Comentários fechados em Total Logistics 2018: Gigantes FedEx, UPS ou DHL não estão imunes aos efeitos da disrupção 1660
Tempo de Leitura: 2 minutos

O mais recente relatório da Transport Intelligence (TI) – o Total Logistics 2018 – deixa o alerta para o facto das três gigantes UPS, FedEx e DHL não estarem tão imunes ao fenómeno da disrupção como se poderia pensar.



O mesmo relatório refere que, embora os três grandes integrators contem com redes globais densas, marcas fortes, tecnologia avançada e grande capacidade de investimento, existem, ainda assim, várias áreas nas quais são vulneráveis.

As ‘ameças’ da impressão 3D e da automação

Uma dessas áreas diz respeito ao lado da procura. O relatório refere que as tecnologias de impressão 3D e a automação contam com um potencial enorme de disrupção para as várias áreas do sector logístico e a TI defende que os três grandes integrators podem deparar-se aqui com concorrentes ferozes.

O relatório fala num «pequeno número de participantes no mercado» que têm influência financeira, cultura inovadora e recursos para ‘fazer suar’ os três grandes. E dá os exemplos da Amazon, Alibaba ou Uber como entidades que já começam a dar cartas na sua área, constituindo-se como clientes mas também concorrentes dos integrators.

Por outro lado, o relatório da TI admite ainda que participantes do mercado de menor dimensão podem também competir e dar luta em mercados de menor dimensão: em particular, operadores regionais de nicho que conseguem fazer a última milha de forma rentável.

Tecnologias disruptivas podem funcionar como parceiras e não ameaças

No Total Logistics 2018 é também referido que a disrupção atingirá efeitos ainda mais significativos quando começar a permitir mais opções aos carregadores – por exemplo, plataformas que permitam que estes se conectem directamente com os players locais ou players inovadores que consigam fornecer serviços mais baratos através das suas tecnolologias. Aí, refere o relatório, os três grandes integrators terão outros concorrentes e outras ameaças no mercado.

«Talvez seja mais preciso dizer que alguns dos actuais modelos operacionais dos principais players e as tecnologias que eles implantam são vulneráveis, e não as próprias empresas», pode ler-se no relatório da TI, que acrescenta: «Muitos dos players inovadores que estão a transformar a indústria actualmente estão a fornecer serviços que podem ser usados ​​pelos grandes operadores históricos, em vez de se constituir como uma ameaça».


Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com