ferrovia IP comissão

«Ferrovia 2020 encontra-se numa fase crítica do seu desenvolvimento», frisou a IP

Terrestre Comentários fechados em «Ferrovia 2020 encontra-se numa fase crítica do seu desenvolvimento», frisou a IP 658
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em reportagem publicada no semanário ‘Expresso’, a Infra-estruturas de Portugal (IP), pela voz de Carlos Fernandes, analisou a problemática da actual pandemia e os seus potenciais efeitos directos no decorrer do programa ‘Ferrovia 2020’. O vice-presidente do organismo público admitiu «pequenos constrangimentos» expectáveis em época de crise sanitária, mas afiançou que as obras «no terreno» vão prosseguir naturalmente.

‘Ferrovia 2020’: transição da fase de projecto para a de obra

ferrovia intermodalidade ferroviária saragoçaEm esclarecimentos adicionais, publicados pelo semanário ‘Expresso’, a IP frisou que o programa ‘Ferrovia 2020’ – que tem estado debaixo do escrutínio público devido a alguns atrasos na sua execução – «encontra-se numa fase crítica do seu desenvolvimento, na qual fica evidente a transição da fase de projecto (74% dos estudos já concluídos e o restante em desenvolvimento, para a fase de obra (66% das empreitadas já no terreno ou concluídas), com o incremento substantivo do investimento colocado no mercado», detalhou a IP.

No leque das obras primaciais que actualmente decorrem estão as dos corredores internacionais Sul e Norte, que encurtarão as conexões dos Portos de Sines e de Leixões (as duas infra-estruturas portuárias que, hoje em dia, mais carga movimentam em Portugal, especialmente no segmento dos contentores) à fronteira com Espanha. «Já em Março foram lançados dois concursos de obra de vital importância para a modernização da Linha da Beira Alta, entre Santa Comba Dão-Mangualde (€112 milhões) e entre Mangualde-Celorico da Beira (€103 milhões)», esclareceu a IP.

Em declarações ao ‘Expresso’, o vice-presidente da IP abordou os efeitos do COVID-19 na execução do programa, admitindo alguns constrangimentos, que, ainda assim, não serão suficientes para perigar o normal desenvolvimento das obras que se encontram já em curso. «As obras que já estão no terreno estão todas a avançar, com pequenos constrangimentos. São quase todas no interior do país, o que mantém o trabalho nessas regiões», disse.

 

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com