ferrovia bitola

Ferrovia com aposta primordial implicará «revolução na forma como o país se relaciona»

Terrestre Comentários fechados em Ferrovia com aposta primordial implicará «revolução na forma como o país se relaciona» 331
Tempo de Leitura: 2 minutos

No decorrer da sessão de apresentação do Plano Nacional de Investimentos 2030 (PNI 2030), realizada ontem, o Ministro das Infra-estruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, revelou que as ligações Porto-Lisboa e Porto-Vigo serão as prioridades. A proclamada centralidade da aposta na ferrovia em detrimento do prevalecente modo rodoviário, denotou, implicará uma «revolução na forma como o país se relaciona».

Ferrovia: prioridade para as ligações Lisboa-Porto e Porto-Vigo

Está assim previsto o corte do tempo de viagem entre as duas principais cidades do país: viajar de comboio entre o Porto e Lisboa demorará apenas 1:15 horas, menos do que as 2:50 horas actuais, explicou o governante – isto implicará um investimento de 4.500 milhões de euros, de acordo com o PNI 2030. Para Pedro Nuno Santos, trata-se de uma «revolução na forma como o país se relaciona». A linha, no entanto, é «cara e altamente dispendiosa», tendo, contudo, «um contributo relevante» para o país. Esta linha vai também permitir ligar Lisboa e Leiria em 35 minutos.

ministro Pedro Nuno SantosNo que toca à conexão entre Porto e Vigo, o líder da pasta das Infra-estruturas denotou que a Galiza é «uma região de Espanha com quem Portugal tem fortes ligações». Hoje em dia, viajar de comboio entre o Porto e Vigo demora 2h30, mas passará a demorar 55 minutos. A primeira fase de criação desta linha passa pela ligação de Braga a Vigo, que levará 35 minutos de viagem. O ministro abordou ainda o tema da falta de material circulante.

«De nada nos serve ter linhas de comboio se não tivermos os comboios. Este é outro drama nacional: deixámos de investir em material circulante. O país tem problemas graves em termos de material circulante», analisou ainda Pedro Nuno Santos, dando destaque à compra de 129 comboios — 62 urbanos, 55 regionais e 12 de longo curso –, num investimento de 1.120 milhões de euros que permitirá «substituir material obsoleto».

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com