Critical Software transporte ferroviário

Ferrovia e fluvial serão apostas para fazer chegar ferro de Moncorvo até ao Porto de Leixões

TerrestreComentários fechados em Ferrovia e fluvial serão apostas para fazer chegar ferro de Moncorvo até ao Porto de Leixões641
Tempo de Leitura: 2 minutos

Está para breve a primeira encomenda de agregado de ferro de alta densidade proveniente das minas de Moncorvo, exploradas pela concessionária Aethel Mining Limited. As cargas passarão pelo Porto de Leixões, chegando à infra-estrutura portuária nortenha por camião. À Lusa, Ricardo Santos Silva, presidente da empresa, adiantou que, em fase mais adiantada, o transporte será também feito «por via ferroviária e fluvial».

Ferro das minas de Moncorvo: ferrovia e fluvial serão apostas

Num futuro próximo, a arquitectura do transporte deverá abraçar novas soluções para além do transporte rodoviário: a ferrovia e o método fluvial serão opções válidas. «Em futuras encomendas e no prazo de meio ano, prevemos que o transporte para Leixões seja feito também por via ferroviária e fluvial utilizando a linha férrea do Douro e a Via Navegável do Douro», explicou Ricardo Santos Silva, em declarações prestadas à Lusa.

Porto de Leixões novo terminalRecorde-se que a concessionária das minas de Moncorvo prepara-se exportar para a China as primeiras 50 mil toneladas de agregado de ferro de alta densidade, certificado, provenientes do depósito da Mua – tal como a Revista Cargo aqui noticiou. De acordo com o empresário, cada camião poderá transportar entre as 24 e as 28 toneladas de agregado de ferro de alta densidade e uma operação que será efectuada nas próximas seis semanas.

A homologação do produto mineiro feira pela União Europeia permitir á produzir vários tamanhos de brita de agregado com tamanhos que variam entre os 5 e os 40 centímetros de comprimento. «A exportação para estes países só está dependente da nossa capacidade de logística e gostaríamos de produzir dois milhões de toneladas de agregado de ferros de alta densidade. Contudo, estamos dependentes da capacidade de transporte do produto», acrescentou Ricardo Santos Silva.

Fonte: Lusa

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com