Filipe Costa ZILS

Filipe Costa: ZILS e o Porto de Sines «lideram a transição energética e digital de Portugal»

Logística, Marítimo Comentários fechados em Filipe Costa: ZILS e o Porto de Sines «lideram a transição energética e digital de Portugal» 506
Tempo de Leitura: 3 minutos

Participando no webinar ‘Conversas Fora de Bordo’, organizado pela APAT, Filipe Costa, CEO da Aicep Global Parques, analisou detalhadamente o papel da Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS) nas transições – digital e energética – estruturantes para o futuro, não só da região de Sines como de todo o país. O papel de liderança da plataforma e do porto alentejano estiveram em destaque na exposição de Filipe Costa.

Filipe Costa elencou « vários projectos para o cluster de hidrogénio de Sines»

sines terminal gnl ren«A zona industrial e logística de Sines, como o Porto de Sines, lidera, de facto, a transição energética e digital de Portugal. Se falarmos nas âncoras destas transições, temos, então, a estratégia nacional para o hidrogénio – O principal projecto que consubstancia a estratégia empresarial nacional para o hidrogénio é o H2Sines, que junta EDP, REN, Galp, Martifer e Vestas», declarou o responsável, enquadrando a evolução da semente que, há décadas atrás, fez germinar a região multi-facetada e logisticamente apetrechada que Sines é nos dias que correm – o porto.

«Na ZILS destacam-se os clusters nacionais energético, petroquímico e refinador. Temos de perceber que o Porto de Sines começou, sobretudo, enquanto porto energético, com o terminal de granéis líquidos, ligados à refinaria, mas, é hoje, muito mais do que isso. Abastece Portugal de combustíveis, abastece o país de gás natural, cada vez mais entra em Portugal por via marítima, através do único terminal de gás natural liquefeito que o país tem, que é o de Sines, e que será importante para a estratégia nacional para o hidrogénio, e abastece também a indústria transformadora do plástico», explicou, lembrando, ainda, a «operação logística da Medway no cluster petroquímico, que faz a ligação ao Porto de Sines e ao resto da Península Ibérica». Os projectos de dinamização são várias e incluem, frisou, a aposta na criação de uma « comunidade energética».

«Temos vários projectos para o cluster de hidrogénio de Sines. Destacaria o projecto de criação de uma comunidade energética de Sines que atenderá a um dos principais factores de competitividade que queremos ter em Sines: fornecer electricidade em abundância, fiável e ao melhor preço possível. Isso consegue-se de duas maneiras: fornecendo alta tensão à indústria e criando uma comunidade de energia que permita baixar a factura da electricidade à indústria. Isto é cada vez mais importante em contexto de transição energética. Se queremos fazer duas coisas difíceis de compatibilizar, que é reindustrializar e descarbonizar, não há outra forma que é electrificar fortemente. E temos muitos investimentos em curso na interligação eléctrica, na ZILS, inclusivamente para servir esta electrificação no porto, em específico no Terminal de contentores de Sines», vincou.

ZILS com papel «emergente» na transição digital

ZILS aicep Global ParquesFilipe Costa destacou ainda o papel «emergente» da ZILS na outra transição: a digital. «Lançámos um novo produto na ZILS, que é o Sines Tech, onde está já, desde 6 de Janeiro, a amarração de um primeiro cabo submarino de telecomunicações de extrema importância, que liga a União Europeia à América do Sul, sem passar pelo continente norte-americano. Queremos construir, em cima disso, um cluster de data centers», adiantou o CEO da aicep Global Parques. «Estas transições, em termos de geração de carga, virão – nomeadamente o projecto do hidrogénio – aumentar e começar a reconverter a refinaria de Sines, permitir mais expansão do complexo petroquímico e atrair nova indústria química em geral. O cluster de hidrogénio trará mais indústria química, e isso gerará, estamos convencidos, o desenvolvimento da indústria química de Sines, que cumprirá as funções de abastecer a indústria nacional», rematou o responsável, que integrou o painel de debate, mediado pelo presidente executivo da APAT.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com