Galp Sines

Galp tem estratégia para tornar a sua unidade de Sines num «centro de energia verde»

Marítimo Comentários fechados em Galp tem estratégia para tornar a sua unidade de Sines num «centro de energia verde» 819
Tempo de Leitura: 2 minutos

A aposta da Galp passará pelo hidrogénio, lítio e biocombustíveis: a empresa encara, assim, a sua unidade de Sines como um pilar estratégico importante na adaptação às novas necessidades de um futuro mais sustentável. A unidade será transformada num «centro de energia verde».

Os planos foram anunciados, neste mês de Junho, no âmbito do Capital Markets Day. «A transformação gradual da unidade industrial de Sines num centro de energia verde também será alavancada no acesso ao hidrogénio verde, o que permitirá outras aplicações industriais, tais como a produção de combustíveis sintéticos, apoiando uma significativa redução de emissões até 2030», diz o comunicado, publicada na página da CMVM.

No contexto da aposta no hidrogénio (um dos recursos mais em voga na actualidade na luta pela descarbonização dos transportes), a Galp vinca que pretende «desenvolver até 2025 um projecto de um electrolisador com uma capacidade de 100 MW, com posterior potencial de expansão para 0,6-1,0 GW, caso o modelo de negócio seja comprovado». Nos biocombustíveis, a empresa encontra-se a equacionar a incorporação de uma unidade de biocombustíveis, assim como a implementação de iniciativas de eficiência energética e projectos de dessulfurização.

Em simultâneo, a empresa do sector energético pretende criar uma nova estratégia que lhe permite ganhar posição no segmento das baterias. «Encontramo-nos também a avaliar oportunidades de entrada na cadeia de valor das baterias, pretendendo antecipar as necessidades alinhadas com a estratégia europeia. A Galp está assim a posicionar-se para expandir as suas actividades para o processamento químico de lítio em Portugal, garantindo matéria-prima e desenvolvendo parcerias importantes», revela ainda o comunicado.

Para as soluções de negócio em linha com o processo de transição energética e que sejam «inovadoras e com potencial de escala», a Galp quer alocar 5% do investimento líquido do grupo entre 2021 e 2025.

Fonte: Jornal de Negócios

Foto: GALP

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com