gas natural bomba

GASNAM destaca o «forte contributo do GNV para a melhoria urgente da qualidade do ar»

Terrestre Comentários fechados em GASNAM destaca o «forte contributo do GNV para a melhoria urgente da qualidade do ar» 600
Tempo de Leitura: 3 minutos

A GASNAM – Associação Ibérica do Gás Natural para a Mobilidade reagiu oficialmente a um estudo recente da organização “Transport & Environment”, onde foram abordados os aspectos ambientais do Gás Natural Veicular (GNV). A Associação considera que o estudo, publicado em vários órgãos de comunicação social,  apresenta «informações incompletas e retiradas do contexto», apresentando assim a sua visão sobre este tema de forma a «contribuir para o conhecimento mais objectivo das vantagens do Gás Natural na mobilidade».

Segundo o comunicado da GASNAM, o estudo «apresenta claramente um conjunto de vantagens do Gás Natural Veicular que importa relevar»: «No que respeita às emissões de Gases de Efeito de Estufa o estudo refere que o Gás Natural poderá reduzi-los em cerca de 12% relativamente aos outros combustíveis fósseis, o que está de acordo com a realidade; No entanto, se o Gás a utilizar for o Biometano, resultante da decomposição de resíduos, o balanço de CO2 é igual a zero. Como o estudo refere, e bem, este gás natural renovável poderá abastecer mais de 95% das necessidades nos transportes; No que se refere ao transporte marítimo, o estudo apresenta alguns dados contraditórios, admitindo que é a solução mais indicada “afigurando-se como uma opção economicamente competitiva, de elevada eficiência e mais limpa”».

GASNAM realça contribuição do GNV para a qualidade do ar, nomeadamente nas cidades

victor cardial gasnamPor outro lado, a GASNAM refere ainda que «em relação à qualidade do ar o estudo não refere a contribuição do Gás Natural Veicular, em particular em ambiente urbano: Com reduções de 85% das emissões NOx (Óxido de Nitrogénio); E de praticamente 100% no que se refere ao Dióxido de Enxofre e de Partículas; Adicionalmente será de referir que o ruído é reduzido em mais de 50%».

A Associação recorda que a União Europeia estudou com pormenor técnico e científico durante vários anos a questão da mobilidade limpa, tendo identificado na Directiva Europeia nº 2014/94/UE os méritos de cada um dos sectores da mobilidade limpa, onde se inclui o Gás Natural Veicular. «Esses estudos técnicos permitem identificar o forte contributo do GNV para a melhoria urgente da qualidade do ar da maioria das grandes cidades da Europa, algumas delas com índices de poluentes muito acima do limite de perigosidade de saúde pública», acrescenta a GASNAM.

A GASNAM considera, portanto, que a diversificação de fontes energéticas na mobilidade, contribui para a sustentabilidade e competitividade dos transportes terrestres e marítimos, sendo que as soluções mais adequadas a cada tipo de utilização são variadas. Numa grande parte dos casos, o Gás Natural Veicular é a solução mais vantajosa do ponto de vista da operacionalidade dos veículos e em termos económicos e ambientais.

«A consideração de todo o ciclo de vida dos veículos, e não apenas da utilização, é fundamental para uma avaliação correta das emissões. Nesse contexto, o combustível com menor impacto ambiental é o Gás Renovável. Também ao nível do Gás Renovável, a tecnologia tem evoluído muito rapidamente, sendo hoje viável a sua produção económica e injeção na rede de abastecimento. De notar que há já empresas portuguesas com tecnologias muito avançadas de produção e purificação de Gás Renovável, apresentando assim o nosso país de um potencial de desenvolvimento deste sector muito relevante», conclui a associação, reiterando «a sua missão de contribuir para a diversificação das fontes energéticas e para o desenvolvimento da mobilidade sustentável em Portugal».

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com