GASNAM vai analisar potencialidades do hidrogénio no transporte terrestre e marítimo

Terrestre, Veículos Comentários fechados em GASNAM vai analisar potencialidades do hidrogénio no transporte terrestre e marítimo 390
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Associação Ibérica de Gás Natural e Renovável para Mobilidade (GASNAM) formou um grupo de trabalho que visará estudar as potencialidades do hidrogénio, a fim de analisar as vantagens do seu uso como combustível no transporte terrestre e também marítimo. A equipa que levará a cabo o estudo operará sob a coordenação da empresa de transporte e distribuição de gás natural Redexis.

GASNAM estuda vantagens do hidrogénio no transporte terrestre e marítimo

Segundo explicou a GASNAM, o principal objectivo do plano é promover projectos que permitam a adopção do referido vector energético, tanto para operações de distribuição terrestre quanto marítima, evoluindo para um modelo de transporte livre de emissões. O sucesso do projecto permitiria à Espanha alcançar os objectivos europeus de redução de CO2, uma vez que o hidrogénio contribui para a descarbonização de sectores como o transporte, defende a associação ibérica.

A GASNAM considera que o gás natural e o hidrogénio são semelhantes em relação ao seu fornecimento, armazenamento e uso no veículo, por isso, defende, é uma questão fundamental para avançar no desenvolvimento da transição energética, unindo as duas tecnologias. Por exemplo, o hidrogénio pode ser obtido por meio da electrólise da água, ou seja, do excedente de electricidade renovável, que não produz emissões globais. Consequentemente, o hidrogénio é injectado através de gasodutos para uso como combustível em veículos a gás natural disponíveis no mercado. O processo apenas traz benefícios, frisa a associação.

A associação ibérica lembra que o sector marítimo encontra-se a progredir na adopção de novos combustíveis alternativos, frisando o facto de a companhia de navegação Baleària já ter lançado o seu terceiro navio movido a gás natural liquefeito (GNL). Trata-se, neste caso, do navio ‘Abel Matutes’, que passou por uma remotorização para poder usar o novo combustível, bem como os navios ‘Hypatia de Alexandria’ e ‘Nápoles’.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com