GASNAM saúda incentivos à aquisição de veículos de mercadorias movidos a gás natural

Terrestre Comentários fechados em GASNAM saúda incentivos à aquisição de veículos de mercadorias movidos a gás natural 304
Tempo de Leitura: 2 minutos

Os Avisos de concursos de apoio ao investimento em eficiência energética foram recentemente publicados no âmbito dos Programas de Apoio Regionais no âmbito da Sustentabilidade e Uso Eficiente de Recursos (SEUR), em Lisboa, Norte e no Algarve, inscrevendo, pela primeira vez, incentivos à aquisição de veículos de mercadorias a Gás Natural – um passo que a GASNAM vinha solicitando ao Governo «desde o ano passado».

Através de um comunicado, ao qual a Revista Cargo acedeu, a associação saudou o lançamento destes Avisos, «que traduzem um sinal apreciável de vontade e mobilização política em torno da mobilidade sustentável», e mostrou-se satisfeita «por verificar que as preocupações com a competitividade internacional das empresas de logística e transportes portuguesas, com a melhoria da sua sustentabilidade ambiental e da necessidade de transição energética no sector, foram contempladas nos últimos avisos de apoio ao investimento no âmbito do POSEUR».

Os apoios financeiros previstos consistem em incentivos reembolsáveis de 70% nas regiões do Norte e Algarve e de 50% em Lisboa, que se convertem parcialmente em não reembolsável, sendo o montante elegível o diferencial verificado entre uma motorização convencional e uma motorização a gás natural. De acordo com diversos especialistas, o Gás Natural, em particular o Gás Natural Renovável, «representa uma das soluções mais abrangentes e sustentáveis para todo o tipo de utilização, em particular devido aos avanços recentes da tecnologia de motores».

Nesse sentido, o Conselho Europeu de 20 de Dezembro refere na proposta de Regulamento de Emissões de CO2 para Veículos Pesados que «a implantação de tecnologias actuais e futuras mais inovadoras baseadas em GNL contribuirá para o cumprimento das metas de emissão de CO2 a curto e médio prazo, uma vez que o uso de tecnologias de GNL leva a menores emissões de CO2 em comparação com veículos a diesel», garantindo também um «baixo nível de emissões de poluentes atmosféricos, como NOx e partículas», recorda a GASNAM.

Neste contexto, salienta a associação, já existe, em Portugal, uma infra-estrutura que se encontra «em forte expansão», adequada às necessidades actuais de abastecimento, «sendo cada vez mais a opção dos transportes públicos de passageiros e das principais empresas de transportes pesados de mercadorias». Para a GASNAM, «a existência em Portugal de uma experiência piloto muito bem-sucedida de utilização de biogás para a produção de bio-metano a partir de fontes renováveis, com tecnologia portuguesa, e o potencial de utilização deste combustível nos veículos a Gás Natural, aconselha um reforço das frotas, o investimento em estações de produção e tratamento de biogás para a sua utilização como combustível sustentável».

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com