porto lisboa portos

Governo dos Açores reagiu com satisfação à requisição civil no Porto de Lisboa

Marítimo Comentários fechados em Governo dos Açores reagiu com satisfação à requisição civil no Porto de Lisboa 290
Tempo de Leitura: 2 minutos

Na sequência do anúncio de requisição civil no Porto de Lisboa por parte do Executivo, o Governo dos Açores veio a terreiro saudar a decisão, lembrando que nos passados dias 16 e 17 de Março se deram os alertas «mais graves» decorrentes da greve dos estivadores.

Governo dos Açores expressou «enorme satisfação»

«Foi com enorme satisfação que soubemos desta medida», declarou à agência Lusa a secretária regional dos Transportes e Obras Públicas, Ana Cunha. «Isto poderia escalar para mais situações e não podemos neste momento não ter o abastecimento às ilhas», considerou Ana Cunha, que frisou ainda que mesmo no actual cenário de pandemia de Covid-19, não existe qualquer ruptura de stocks na região.

Recorde-se que, a juntar ao contexto dificílimo de pandemia, os Açores detém um adicional problema em termos de abastecimento de produtos: o Porto das Lajes das Flores encontra-se ainda em processo de regeneração, na sequência da passagem destruidora do furacão Lorenzo, em Outubro de 2019. O Executivo central decretou ontem a requisição civil no porto lisboeta, por considerar que não foram garantidos os serviços mínimos na greve dos estivadores, pondo em risco o abastecimento de Lisboa, dos Açores e da Madeira.

«Perante o incumprimento da obrigação de prestação de serviços mínimos, decidiu o Conselho de Ministros determinar a requisição civil, de forma proporcional e na medida do necessário para assegurar a satisfação de necessidades sociais impreteríveis e o funcionamento de sectores vitais da economia nacional, em particular das regiões autónomas dos Açores e da Madeira», pode ler-se no comunicado divulgado pelo Executivo.

Na missiva, o Governo salientou ainda que «o carácter excepcional da requisição civil fica ainda a dever-se ao actual quadro de contingência decorrente do surto Covid-19, no âmbito do qual se constatou já uma afluência extraordinária de pessoas aos supermercados e farmácias, que motivou uma ruptura de stocks».

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com