sata aviao

Governo dos Açores espera que SATA volte aos resultados líquidos positivos em 2021

Aéreo Comentários fechados em Governo dos Açores espera que SATA volte aos resultados líquidos positivos em 2021 199
Tempo de Leitura: 2 minutos

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou esta terça-feira, no parlamento açoriano, que o executivo espera que o grupo SATA apresente já em 2021 resultados positivos.

«As metas a que se propõe o conselho de administração são de estabilizar não só a operação da SATA, mas também de alguma regeneração financeira do grupo que lhes permita, no ano de 2019 e 2020, estabilizar esta regeneração e, em 2021, obter já resultados positivo», disse Ana Cunha em declarações aos jornalistas.

A titular pela pasta dos Transportes do governo açoriano foi ouvida pela Comissão Eventual de Inquérito ao Setor Público Empresarial Regional e Associações sem Fins Lucrativos Públicas, onde afirmou que «há várias medidas para o alcance destas metas que já estão em curso».

«Importante que o diagnóstico esteja feito», admite governante

Segundo a governante «o aumento do preço dos combustíveis, prejuízos resultantes das greves e constrangimentos na operação devido a problemas de operação» levaram «a uma exteriorização dos resultados operacionais».

«O importante é que o diagnóstico esteja feito em relação ao que se passou por forma a que se possa ultrapassar aquilo que foram as causas dos resultados apresentados», sustentou Ana Cunha.

De acordo com a secretária regional, «existem já procedimentos em curso, como a renovação da frota e ainda melhorias que serão realizadas nos sistemas de gestão das tripulações e até na contratação de novas tripulações».

«As medidas terão de ser apresentadas a breve trecho, mas existem medidas que já estão em curso, nomadamente a renovação da frota», reforçou.

Dívida de 27 milhões no final de 2017

Aos deputados da comissão, a governante disse ainda que, à data de 31 de Dezembro do ano passado, o Governo regional reconhece uma dívida de 27 milhões de euros.

Ainda de acordo com a secretária regional dos Transportes, em 2018 e “até à presente data, foram já pagos 49 milhões de euros, dos quais 39,8 milhões de euros relativos às Obrigações de Serviço Público Interilhas e à Gestão de Aeródromos e ainda 9,3 milhões de euros para aumento do capital social”. No corrente ano, foram já transferidos para o Grupo SATA aproximadamente mais 14 milhões de euros do que em 2017, acrescentou.

Números divulgados na segunda-feira revelam que o grupo SATA SGPS teve, no segundo trimestre deste ano, um prejuízo de mais de 38 mil euros e a operação da SATA Internacional perdas de 28 milhões de euros.

Author

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com