Airbus-A330 tap

Governo quer «proteger e salvar » a TAP, mas não exclui cenário de insolvência

Aéreo, Empresas Comentários fechados em Governo quer «proteger e salvar » a TAP, mas não exclui cenário de insolvência 265
Tempo de Leitura: 2 minutos

O líder da pasta das Infra-estruturas adiantou hoje, segundo noticiou a Lusa, que o Governo iniciará um processo negocial com a TAP e que, em cima da mesa, estarão vários cenários, não sendo de excluir sequer a hipótese da insolvência da companhia aérea.

Durante a audição parlamentar ocorrida esta Terça-feira, Pedro Nuno Santos declarou que «o Estado vai partir para uma negociação e não podemos excluir nenhum cenário, inclusivamente o da própria insolvência da empresa, porque obviamente o Estado não pode estar capturado, algemado numa negociação com privados». O governante vincou que, antes de mais, é necessário esclarecer, com o accionista privado, qual a sua disponibilidade para acompanhar a intervenção pública, questão à qual, segundo o ministro, a TAP ainda não deu resposta concreta.

«Não podemos segurar ou intervencionar a TAP a qualquer preço»

«É importante também que todos compreendam que nós não podemos segurar ou intervencionar a TAP a qualquer preço», declarou o Ministro das Infra-estruturas. Caso o accionista privado da companhia aérea não tenha capacidade para acompanhar a intervenção do Governo, contará sempre com a opção de converter em capital os créditos que detém na empresa, explicou o governante.

O Governo impõe condições como a suspensão de «algumas cláusulas» no acordo social da empresa e também a garantia de que o Estado detém controlo sobre o desfecho dado ao montante que será por si canalizado para a empresa. «O Estado português está disponível para fazer esta intervenção, quer proteger e salvar a TAP […], mas não vamos fazer esta intervenção sem que sejam definidas normas de controlo por parte do Estado do destino que se dá a este nosso dinheiro», alertou Pedro Nuno Santos, citado pela Lusa.

Na mesma audição parlamentar, e tal como a Revista Cargo já noticiou durante esta Terça-feira, Pedro Nuno Santos abordou também o dossier do Porto de Lisboa e a dificuldade que a infra-estrutura portuária enfrenta na captação de novas linhas marítimas regulares, devido, em grande parte, aos mais de cem pré-avisos de greve lançados entre 2008 e 2018.

Com Lusa

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com