Greve: «Não se registam eventos preocupantes» nos portos, garantiu a Ministra do Mar

Marítimo Comentários fechados em Greve: «Não se registam eventos preocupantes» nos portos, garantiu a Ministra do Mar 311
Tempo de Leitura: 1 minutos

Ontem, no parlamento, a Ministra do Mar abordou a paralisação dos motoristas de matérias perigosas, que arrancou no passado dia 15 de Abril. Nos portos, esclareceu Ana Paula Vitorino, «não se registam eventos preocupantes».

Assim, adiantou a ministra em audição na Comissão de Agricultura e Mar, os portos lusos ainda não sentiram os efeitos da paralisação do sindicato SNMMP, que tem levado à carência de reservas de combustível um pouco por todo o país, obrigando inclusivamente o Executivo a impor serviços mínimos.

A governante, adiantou em primeira mão a Lusa, garantiu que tem levado a cabo «uma monitorização muito especial no que se passa nos portos», acompanhando todos os desenvolvimentos do caso. A registar, apenas um «ligeiro atraso no abastecimento na APDL», situação que foi prontamente resolvida, afiançou.

Segundo a governante, «se ocorrer alguma dificuldade» terão que ser accionados os «serviços da administração interna». Recorde-se que ontem o Governo já declarou a «situação de alerta», avançando com medidas excepcionais para garantir os abastecimentos. O Primeiro-Ministro admitiu também alargar os serviços mínimos.

António Costa adiantou que o abastecimento de combustível está «inteiramente assegurado» para aeroportos, forças de segurança e emergência. A Revista Cargo sabe que existem, actualmente, vários militares e agentes policiais prontos para assumirem funções e substituírem motoristas nos abastecimentos.

Com Lusa

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com