Navalrocha Shipyard 10

Grupo ETE ganha concurso para construção do primeiro ferry 100% eléctrico em Portugal

Marítimo Comentários fechados em Grupo ETE ganha concurso para construção do primeiro ferry 100% eléctrico em Portugal 1971
Tempo de Leitura: 2 minutos

Os estaleiros Navalrocha e Navaltagus, do Grupo ETE, ganharam o concurso que assegurará a construção do primeiro ferry eléctrico em Portugal.

Em comunicado emitido esta Sexta-feira, o grupo vincou que o projecto «vem destacar as fortes competências de Engenharia Naval do Grupo ETE», sendo «mais um passo na reafirmação do compromisso do Grupo com o distrito de Aveiro, onde está presente desde há mais de três décadas». O novo ferry, que integrará a operação Aveirobus, fará a ligação diária entre S. Jacinto e o Forte da Barra, em Aveiro, adiantou o grupo.

Grupo ETE desbrava águas da mobilidade eléctrica em Portugal

Luís Figueiredo ETEA construção do primeiro ferry 100% eléctrico a operar em território nacional representa, assim, um reforço da aposta do Grupo ETE na mobilidade eléctrica e na sustentabilidade ambiental. Com conclusão prevista para 2022, este é um «projecto totalmente português que alia as competências nacionais à incorporação de novas tecnologias e que vê agora luz verde para avançar, após validação pelo Tribunal de Contas do contrato de construção com a Câmara Municipal de Aveiro», salientou o comunicado, ao qual a Revista Cargo teve acesso.

«A construção e a exploração do primeiro ferry eléctrico em Portugal é um primeiro passo de um caminho que alavancará o mercado da mobilidade eléctrica e da sustentabilidade», reagiu Luís Figueiredo, accionista e administrador do Grupo ETE. O projecto posiciona o grupo «no mercado com uma capacidade de resposta maior a projectos semelhantes no futuro, para além de que, e mais importante», fomentar a indústria naval lusa, «elevando-a a exigentes padrões de qualidade e fiabilidade», prosseguiu o responsável, citado no comunicado.

Por outro lado, o projecto fortalece o «compromisso com o distrito de Aveiro», onde o Grupo ETE marca presença há três décadas, «continuando a contribuir de forma positiva para o distrito quer a nível económico quer ambiental». No comunicado, o grupo caracteriza o desafio como «pioneiro na área da mobilidade» e que representará «um impacto ambiental muito positivo no distrito de Aveiro».

Poupança de 300 toneladas de CO2 por ano

O novo ferry é o primeiro com esta característica a ser construído em Portugal, por empresas portuguesas e para uma região portuguesa. Consigo traz mais qualidade à travessia entre S. Jacinto e Forte da Barra permitindo poupar à região a emissão de 300 toneladas de CO2 por ano, um passo importante para o desenvolvimento sustentável da região de Aveiro. Com maior capacidade de transporte de passageiros (em mais de 132% face ao actual) e viaturas (mais 19%), sendo «mais um contributo para a mobilidade da população e para o crescimento do fluxo turístico da região».

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com