Grupo ETE novos passadiços

Grupo ETE liderou transporte dos novos passadiços do Terreiro do Paço até ao Porto de Lisboa

MarítimoComentários fechados em Grupo ETE liderou transporte dos novos passadiços do Terreiro do Paço até ao Porto de Lisboa1041
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Grupo ETE comandou a chegada dos novos passadiços, que integram o projecto de requalificação da zona ribeirinha de Lisboa, ao porto lisboeta.

Construídos nos estaleiros da Navaltagus, pertencentes ao grupo português, os novos passadiços foram transportados e montados recentemente na estação Sul e Sueste do Terreiro do Paço, em Lisboa. Uma «operação logística complexa», relatou o grupo responsável por todo o processo, que envolveu várias áreas de negócio, tais como a Engenharia e Construção Naval, Transporte Fluvial e o Transporte Marítimo.

Os novos passadiços integram um projecto desenvolvido pela Associação Turismo de Lisboa, por incumbência da Câmara Municipal de Lisboa (CML), têm como principal objectivo fazer parte da operação de modernização dos vários terminais fluviais do estuário do Tejo. O projecto detém elevada relevância para a reabilitação dos espaços urbanos municipais e para a melhoria das infra-estruturas turísticas, frisou o grupo.

O Grupo ETE foi escolhido para assumir parte deste projecto, garantindo a construção e a colocação dos passadiços no Terreiro do Paço em Lisboa – a operação, vincou o grupo em comunicado, espelha a sua «capacidade de inovação e resposta a desafios». Recorde-se que o grupo voltou a marcar a sua multidisciplinaridade através do triunfo no concurso para a construção de um ferry totalmente eléctrico.

Operação espelha multidisciplinaridade do Grupo ETE

Os dois passadiços, com 30 e 27 metros de comprimento e 26 e 24 toneladas, respectivamente, começaram por ser descarregados por 2 gruas (uma flutuante e uma em cais) para uma das barcaças do Grupo ETE (com capacidade de 2.500 toneladas e comprimento de 90 metros), sendo depois transportados por via fluvial até ao Terminal de Santa Apolónia (TSA), em Lisboa, relatou o grupo através do comunicado. A assegurar esta manobra estiveram presentes as várias equipas da ETE Fluvial, S&C e Navaltagus, todas, empresas do Grupo ETE.

Já no Terminal de Santa Apolónia, os passadiços foram descarregados para o navio Monte Brasil (Transinsular, Grupo ETE) que viria a transportá-los na madrugada do dia seguinte para a estação fluvial do Terreiro do Paço, onde seriam finalmente colocados. No agenciamento desta operação, destacou-se a Navex, também empresa do Grupo. A operação,que decorreu entre os dias 15 e18 de Março, contou com a utilização exclusiva de equipamentos do Grupo ETE (gruas, barcaças e navio), bem como de infraestruturas concessionadas ao Grupo. Também o acompanhamento e intervenção, das equipas – altamente especializadas e preparadas para a condução de operações com grande exigência de coordenação, como esta -foi um factor determinante para o sucesso da operação.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com