Grupo STEF

Grupo STEF regista volume de negócios de 697 milhões no 2º trimestre de 2020

Empresas, Logística Comentários fechados em Grupo STEF regista volume de negócios de 697 milhões no 2º trimestre de 2020 333
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Grupo STEF, líder europeu em serviços de transporte e logística de produtos alimentares sob temperatura controlada, anunciou um volume de negócios de 697,5 milhões de euros no 2º trimestre de 2020. No período em questão, todas as operações do grupo sofreram um duplo impacto.

COVID-19 e abrandamento económico: um duplo impacto negativo, diz o Grupo STEF

Segundo Stanislas Lemor, director-geral do Grupo STEF, as operações foram transversalmente afectadas por um duplo impacto: aos efeitos adversos da pandemia de COVID-19 juntou-se o abrandamento económico generalizado. «Em todos os países onde operamos todas as nossas actividades foram impactadas», declarou o responsável, citado por um comunicado do grupo, ao qual a Revista Cargo teve acesso.

stef armazémNa STEF França, o período de confinamento, de quase dois meses, teve impacto na evolução do volume de negócios, que diminuiu 12,3%; as duas actividades que sofreram maior impacto foram a restauração (-42%), e, por outro lado, os produtos do mar (-26%) pelo quase encerramento da actividade e pela ausência de fluxos com os grossistas, principal canal de distribuição destes produtos; o segmento dos frescos apresenta uma redução de 14,3%, devido ao abrandamento do consumo alimentar, enquanto que a actividade de congelados registou um decréscimo de 6,2%.

Segundo reporta a STEF, apenas a actividade das grandes superfícies de retalho teve crescimento, de 13,8%, fortemente impulsionada pelo desenvolvimento do comércio electrónico e pela relação dos volumes de restauração nos canais de distribuição tradicional. Nos restantes países europeus onde a STEF detém actividade, «o impacto da crise foi ligeiramente atenuado graças ao menor peso das actividades de restauração e de produtos do mar, assim como pela boa dinâmica das actividades de retalho», explica o grupo no comunicado emitido.

«Itália, Espanha e Portugal demonstraram grande resiliência»

«Itália, Espanha e Portugal demonstraram grande resiliência, enquanto que na Bélgica e nos Países Baixos houve maior impacto», adiantou o grupo. No que toca às actividades marítimas, reporta a STEF que a La Méridionale suspendeu o transporte de passageiros entre a Córsega e o continente até 11 de maio e a frequência das ligações marítimas apenas retomou o seu ritmo normal no início de junho; a empresa manteve a sua actividade de transporte de mercadorias, mas com uma forte redução da frequência, que se realizam agora nos portos regionais de Porto Vecchio e Propriano.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com