Yilport gulfport

Concessão de 50 anos à vista: Yilport negoceia entrada no porto norte-americano de Gulfport

Marítimo Comentários fechados em Concessão de 50 anos à vista: Yilport negoceia entrada no porto norte-americano de Gulfport 595
Tempo de Leitura: 2 minutos

Na corrida rumo ao tão ansiado objectivo de entrar no ranking dos dez maiores operadores de terminais do mundo, a turca Yilport, que integra o Grupo Yildirim, concentra agora atenções na região norte-americana do Mississippi, mais especificamente em Gulfport, a segunda cidade mais povoada do Estado. Está na forja um investimento significativo (na ordem das centenas de milhões de dólares) no Porto de Gulfport.



Autoridade Portuária do Mississippi e Yilport assinaram memorando de entendimento

Nesse contexto, foi já assinado, em Fevereiro, um memorando de entendimento entre a companhia turca e a Autoridade Portuária do Mississippi que contempla o investimento avultado na infra-estrutura por parte da Yilport – a empresa, que detém forte influência no panorama portuário português, pretende ser concessionária do porto durante 50 anos, com uma posterior extensão (opcional) de 49 anos.

«Acreditamos que possuímos a sabedoria e a experiência e, além do mais, verificamos a falta de investimento nos portos norte-americanos. Existe muitas coisas que poderemos trazer de novo para melhorar os terminais, aumentar a produtividade e incrementar os serviços prestados», comentou o líder do grupo, Robert Yildirim, aquando International Maritime Summit, realizado na Turquia, no passado mês de Março.

«Eu cheiro os negócios enquanto outros limitam-se a ler relatórios financeiros para entenderem o valor de cada negócio. Vamos a nichos de mercado onde as operações são mais difíceis e onde necessitam de maiores investimentos. Mas tentamos obter concessões de longo prazo através de investimento capex* para protegermos os nossos investimentos», explicou, citado pelo portal ‘joc.com’, Robert Yildirim.

Líder do grupo pretende ligar o Mississippi aos terminais do Peru e Equador

Entre outras potencialidades, o líder do grupo turco falava do valor estratégico que o Porto de Gulfport poderá ter na conexão da região do Mississippi com os terminais da Yilport no Peru e no Equador, especialmente no âmbito da no tráfego de bens refrigerados. Este passo estratégico marcará a entrada do grupo na América do Norte, uma vez falhada a aquisição da empresa Ports of America (operadora de terminais), em 2017.

Recorde-se que o Porto de Gulfport encontra-se na fase final de um longo processo de reconstrução e reabilitação (avaliado em 570 milhões de dólares) após o desastre natural provocado pelo furacão Katrina, em 2005, ter destruído boa parte das suas infra-estruturas.

* Montante de investimentos realizados em equipamentos e instalações de forma a manter a produção de um produto ou serviço ou manter em funcionamento um negócio ou um determinado sistema. 

Foto: Port of Gulfport – Mississippi



Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com