Hapag-lloyd

Hapag-Lloyd cortará mil postos de trabalho após fusão com UASC

Marítimo Comentários fechados em Hapag-Lloyd cortará mil postos de trabalho após fusão com UASC 255
Tempo de Leitura: 1 minutos

À agência Reuters, fontes ligadas à transportadora germânica Hapag-Lloyd revelaram que a companhia irá desencadear um processo de redução de postos de trabalho – 1000 funcionários deverão, assim, abandonar a empresa, numa decisão que é consequência da reestruturação planeada após a fusão com a árabe United Arab Shipping Company (UASC). Esta redução progressiva dos postos de trabalho será levada a cabo nos 24 meses seguintes à finalização da fusão, que ocorrerá dentro de 8 semanas.

Hapag-Lloyd: Fusão traz oportunidade de cortar redundâncias administrativas

Assim, reporta a Reuters, a Hapag-Lloyd planeia despedir 12% da sua força de trabalho terrestre, não havendo, até agora, qualquer referência a despedimentos na força de trabalho marítima (estimada em 2100 postos de trabalho) já que a estrutura do trabalho ligado à navegação não irá sofrer alterações. Instada a explicar as razões desta redução, a fonte da transportadora marítima alemã afirmou que, através dos 1000 despedimentos, a empresa busca cortar redundâncias administrativas e diminuir as despesas gerais, em grande parte, recorrendo a fusões de escritórios e outras sinergias organizacionais.

Recorde-se que a empresa de Hamburgo encontra-se a ultimar pormenores relativos à fusão com a companhia de transporte contentorizado UASC – no passado dia 24 de Maio a operação foi oficializada, podendo, dentro de poucas semanas, iniciar-se a fase de implementação. «Este processo arrancará dentro de 8 semanas e durará até ao final do terceiro trimestre, quando os novos funcionários da UASC estiverem adaptados à utilização dos sistemas da Hapag-Lloyd», afirmou, à data, a transportadora alemã, através de um comunicado oficial.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com