maersk madrid hong kong

► Altura da ponte não foi problema: veja a chegada do Maersk Madrid a Hong Kong

Marítimo, Videos Sem comentários em ► Altura da ponte não foi problema: veja a chegada do Maersk Madrid a Hong Kong 495

Apesar dos problemas levantados pela altura de uma ponte, os mega-navios continuam a operar no porto de Hong Kong e, recentemente, o maior dos navios Triple-E da Maersk, o Maersk Madrid, chegou pela primeira vez a este importante porto asiático, nomeadamente ao Terminal 9, gerido pela Modern Terminals.

Investimento ao longo dos dois últimos anos para corresponder aos novos mega-navios

«A  chegada do Maersk Madrid, com uma capacidade de 20.568 TEU, a Hong Kong destaca as capacidades operacionais do porto como um centro marítimo internacional e reforça a competitividade dos Modern Terminals como protagonistas desta região», congratulou-se o director-geral do grupo Modern Terminals, Peter Levesque.

«Este é um momento emocionante para a nossa empresa após os investimentos realizados na nossa infra-estrutura marítima e também em terra nos últimos dois anos, de forma a dar resposta às necessidades da nova geração de mega-navios. Também procuramos incessantemente novas e inovadoras formas de obter uma maior eficiência, de forma a proporcionar valor a grandes operadores globais, como é o caso da Maersk», acrescentou.

Hong Kong importante para o grupo AP Moller Maersk

Já Robbert van Trooijen, CEO da Ásia e Pacífico da Maersk Line, afirmou estar «muito orgulhoso do Madrid Maersk, que é o primeiro de uma série de navios Triple-E de segunda geração. Para cumprir a nossa estratégia de crescimento, precisamos de uma nova capacidade. Os nossos novos navios complementam a nossa frota e substituirão uma frota mais antiga e menos eficiente. Eles fornecem eficiência e economia de escala em negócios específicos e aumentam a flexibilidade entre as diferentes geografias. Hong Kong continua a ser um local importante para o grupo AP Moller Maersk. A proximidade de Hong Kong com a China tem sido fundamental para impulsionar o desenvolvimento de Hong Kong ao longo dos anos. Hong Kong tem sido há muito um hub marítimo com serviços marítimos extensivos. Acreditamos que Hong Kong continuará a ser importante para o transporte marítimo global».

O navio está a operar no serviço AE2 da Maersk com a rotação Hong Kong, Yantian, Xingang, Qingdao, Busan, Xangai, Ningbo, Yantian, Tanjung Pelepas, Algeciras, Felixstowe, Antuérpia, Roterdão, Algeciras, Singapura e Hong Kong.

Veja o momento da chegada:

Related Articles

Leave a comment

Back to Top

Powered by MAEIL
error: Este conteúdo está protegido!