‘Houston, we don’t have a problem’: porto americano fixa recordes semestrais históricos

Marítimo Comentários fechados em ‘Houston, we don’t have a problem’: porto americano fixa recordes semestrais históricos 248
Tempo de Leitura: 1 minutos

O porto americano de Houston movimentou 1,3 milhões de TEU durante os primeiros meses de 2018, um valor que traduz um aumento de 6% face ao mesmo período de 2017, revelou a administração. Esta marca define, assim, um novo recorde semestral no porto no que toca à performance do seu Bayport Container Terminal.



Semestre de sonho: recordes múltiplos, desde a movimentação às receitas

De acordo com os dados, aos quais a Revista Cargo teve acesso, o Bayport Container Terminal registou o número mais elevado de sempre de movimentos numa singular operação de carga/descarga: 4800 movimentos realizados. O desempenho histórico envolveu um navio de 6.400 TEU que, agora, escala regularmente o porto.

A administração portuária lembra que a vinda regular de mesmo navio apenas é possível graças à expansão do Canal do Panamá, e, também, graças aos investimentos levados a cabo pelo Porto de Houston (aprofundamento e ampliação do canal de Bayport), a fim de permitirem que a infra-estrutura receba navios da classe.

Adiantou ainda a administração que os recordes não se ficaram por aqui: as receitas operacionais atingiram os 179 milhões de euros e fixaram novos recordes: um dos recordes de receita foi estabelecido em Março e depois foi quebrado novamente em maio, com os valores a ultrapassarem os 32 milhões em apenas um mês.

Porto de Houston já prepara o futuro

Este crescimento não acontece, no entanto, sem planeamento: o porto encomendou já novas gruas (de maiores dimensões) para o terminal de Bayport, a fim de dar vazão ao volume cada vez maior de carga contentorizada recebida e a maximizar a eficiência das operações, diminuindo o tempo de espera dos camiões.



Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com