Hyperloop One tem planos para ligar dois portos indianos

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Hyperloop One tem planos para ligar dois portos indianos 448
Tempo de Leitura: 2 minutos

Novo desenvolvimento na saga Hyperloop: a Virgin Hyperloop One anunciou que se encontra a finalizar os planos para ligar os portos indianos de Mumbai e Pune através de um sistema baseado no conceito inovador de transporte. O projecto resulta de uma parceria firmada entre o Estado regional de Maharashtra e a companhia liderada por Richard Branson.


Virgin e Estado indiano acertam agulhas para implementação do Hyperloop One

A parceria foi anunciada pelo fundador do Grupo Virgin e celebrada com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, durante o evento Magnetic Maharashtra, que contou com a presença de investidores chave do projecto Hyperloop, como o CEO da companhia emiradense DP World, Ahmed bin Sulayem.

Neste contexto, as duas partes já chegaram a um entendimento sobre o traçado da nova rota baseada no Hyperloop: a ligação terá potencial para conectar o coração de Pune ao novo aeroporto da segunda maior cidade da Índia (o New Pune International Airport) e o porto Jawaharlal Nehru, em Mumbai, às zonas industriais económicas de Pune.

DP World de olhos (estratégicos) postos no crescimento indiano

A utilidade estratégica do conceito de Hyperloop – aplicado ao transporte de carga – tem-se tornado, cada vez mais, um tema recorrente em diferentes pontos do globo: se o Midwest norte-americano contempla já a aposta nesta revolucionária tecnologia, também a companhia DP World, dos Emirados Árabes Unidos, encara com agrado a apologia deste conceito inovador.

Numa recente entrevista, Ahmed bin Sulayem sublinhou a importância estratégica da Índia no contexto da operação da DP World e dos seus respectivos portefólios e cadeias de abastecimento, lembrando o intenso crescimento que o país tem sentido durante os últimos anos. Este desenvolvimento levou a DP World, recorde-se, a investir cerca de 3 mil milhões de dólares para energizar o sector industrial indiano.

O Hyperloop One poderá entrar nesta equação estratégica, fomentando ainda mais o crescimento logístico e industrial do país, assim devotando ao sucesso a astronómico valor investido pela companhia árabe – isto porque, na visão do CEO da DP World, o ponto fraco da Índia não é o seu sistema portuário mas sim o «transporte da carga até ao cliente final e vice-versa».

Hyperloop como «espinha dorsal» da logística de futuro da Índia

Durante o anúncio, a Virgin Hyperloop One afirmou que o sistema de transporte terá capacidade para executar uma «célere movimentação de fretes de paletes e carga ligeira entre o Porto de Mumbai e Pune, criando uma robusta espinha dorsal para entregas on-demand, cadeias de abastecimento e logísticas do futuro.



Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com