Com a IMO 2020 à porta: Cepsa inicia comercialização de combustível de muito baixo teor de enxofre

Marítimo Comentários fechados em Com a IMO 2020 à porta: Cepsa inicia comercialização de combustível de muito baixo teor de enxofre 263
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Cepsa anunciou, no final do mês de Outubro, o início da comercialização de combustíveis e lubrificantes para o mercado marítimo – a oferta agora disponibilizada está já perfeitamente adaptada aos novos padrões internacionais exigidos pela IMO 2020.

IMO 2020: Cepsa expande portefólio para alívio dos armadores

A empresa espanhola de energia diz ter dado um passo importante rumo a «uma das maiores mudanças na história deste sector», adaptando-se assim às exigências da Organização Marítima Internacional (sigla IMO) que limitará, a partir do dia 1 de Janeiro de 2020, a um mínimo histórico, o teor de enxofre nos combustíveis usados pelos navios. A companhia revelou que expandiu o seu portefólio de produtos com o novo combustível marítimo Very Low Sulphur Fuel Oil (VLSFO) de 0,5%, e com os novos lubrificantes Gavia 4050 e Larus 2040.

Como explica a Cepsa, o VLSFO 0,5% (óleo combustível com muito baixo teor de enxofre que é fabricada nas refinarias da companhia) atende aos requisitos gerais da cláusula 5 da ISO 8217: 2017, de acordo com as características e limites de um combustível RMG 380, mas com um teor máximo de enxofre de 0,5%. A Cepsa adiantou que, antes de seu lançamento, este novo combustível VLSFO de 0,5% «foi submetido a vários testes, entre outros, testes de estabilidade após 60 dias, com excelentes resultados».

Cepsa testou nova oferta no Porto de Algeciras

Em Fevereiro várias amostras deste novo combustível foram testadas; em Maio, adiantou a Cepsa, foram realizados os primeiros testes industriais, abastecendo nove navios no Porto de Algeciras. Os resultados garantem a segurança e a eficiência operacional dos motores dos navios», garantiu a empresa, que, vincou em comunicado, disponibiliza aos seus clientes seus combustíveis navais adaptados à IMO 2020, VLSFO 0,5% e diesel marítimo nos principais portos em que actua, adaptando a oferta à procura do seus clientes.

VLSFO: a escolha mais consensual entre armadores

Na antecâmara da Sulphur Cap da nova regulamentação IMO 2020, os armadores de todo o mundo fazem contas à vida e planeiam as suas futuras opções no que toca ao cumprimento do novo tecto de enxofre: a escolha predominante parece recair sobre os combustíveis VLSFO (os scrubbers e o GNL são as outras duas opções mais usuais). A nova regulamentação estará em vigor a partir de 1 de Janeiro de 2020.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com