porto do caniçal madeira

Implementação da JUL nos Portos da Madeira foi esforço colectivo, sublinhou Lígia Correia (APRAM)

Marítimo Comentários fechados em Implementação da JUL nos Portos da Madeira foi esforço colectivo, sublinhou Lígia Correia (APRAM) 303
Tempo de Leitura: 2 minutos

Nos primeiros oito dias do mês esteve a correr em simultâneo com a JUP, numa espécie de fase de transição. Agora, a JUL está em pleno funcionamento nos portos da Madeira, dando corpo ao projecto-piloto que introduzirá a plataforma digital em todo o sistema portuário nacional. Lígia Correia, presidente do Conselho de administração da APRAM, fez o primeiro balanço deste processo.

Introdução da JUL na Madeira foi produto de «empenho e dedicação» de privados, públicos e de toda a comunidade portuária

Lígia Correia recordou que o sucesso na implementação desta nova plataforma nos portos da Madeira, implicou «mais de um ano de sucessivas reuniões na região e no continente, de acções de formação que envolveram mais de uma centena de pessoas da comunidade portuária madeirense». Posteriormente, sucederam-se mais de dois meses «de testes intensivos que trouxeram muito trabalho acrescido, ao replicar duplamente os dados na JUP e na JUL, mas permitiram que se cumprissem atempadamente as várias etapas para o funcionamento pleno desta nova plataforma».

«É de salientar que isto só foi possível com o empenho e dedicação de toda a comunidade portuária, públicos e privados, que enriqueceram esta ferramenta que vai agora ser adaptada nos portos nacionais, tendo em conta as suas próprias especificidades, de modo a harmonizarmos os procedimentos em todos os portos portugueses», comentou, citada pela newsletter da APRAM. Recorde-se que a A APRAM foi escolhida como primeiro piloto, precisamente por reunir realidades diferenciadas como o Porto do Funchal, Caniçal e Porto Santo.

A construção desta plataforma digital do sistema logístico-portuário começou em Março de 2018, na Madeira. Em Outubro iniciaram-se os primeiros testes e a formação para todos os utilizadores. Este alargamento a toda a cadeia logística visa garantir maior fluidez de informação e aumentar a eficiência dos portos portugueses e das suas cadeias logísticas, através da simplificação e desmaterialização dos procedimentos nos transportes no contexto nacional e transfronteiriço, bem como a redução de custos administrativos e dos tempos de trânsito das mercadorias.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com