IMT disponibiliza relatório dos armadores nacionais baseado no conceito de inteligência artificial

MarítimoComentários fechados em IMT disponibiliza relatório dos armadores nacionais baseado no conceito de inteligência artificial628
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) passou a disponibilizar um relatório estatístico, baseado no conceito de inteligência artificial, referente aos armadores nacionais e respectivos navios, próprios e afretados. O relatório permite, também, conhecer a posição diária dos navios.

IMT usa inteligência artificial para ‘retratar’ armadores nacionais

A ferramenta permite um olhar analítico e panorâmico do Shipping português, tornando bastante mais acessível o conhecimento dos armadores nacionais do comércio marítimo. Ora, segundo a informação disponibilizada pelo IMT, existem 15 armadores que possuem um total de 53 navios.

A lista de armadores nacionais é composta pela Atlânticoline, ENM Ferries, Ership, GS Lines, Mutualista Açoreana, Navegar, Porto Santo Line, PSL Navegação, Recheio, Sacor Marítima, Seacarrier, Sofrena, Tejo Shipping Line, Transinsular e Vieira & Silveira. Trinta e oito dos navios navegam com bandeira portuguesa, quatro sob a bandeira da Antígua e Barbuda, três com a de Malta, dois com a bandeira do Chipre e outros dois com a de Itália.

Os restantes quatro navios distribuem-se pelas bandeiras da Grécia, Cabo Verde, Ilhas Marshall e Turquia. O armador que conta com o maior número de navios é a Navegar, com 17 unidades – todos de transporte de produtos químicos e todos a operar sob a bandeira portuguesa (quase metade da totalidade de navios a operar com pavilhão português). Em segundo lugar surge a GS Lines, que integra o Grupo Sousa.

Este armador possui uma dezena de navios: metade são navios porta-contentores, quatro são de carga geral, restando um petroleiro. Seis dos navios navega com a bandeira portuguesa (dois porta-contentores e quatro de carga geral); os restantes quatro detêm bandeiras da Turquia, Chipre, Antígua e Barbuda e Ilhas Marshall. Na terceira colocação – em termos de número de navios – está a Sacor Marítima, com seis unidades.

Este armador possui seis navios: três petroleiros e três químicos, todos a operar sob bandeiras estrangeiras (Itália, Chipre, Grécia e Malta). Um dos navios petroleiros, apelidado de ‘Lisboa’, é um dos mais jovens navios de toda a frota nacional, com apenas 3 anos. A sua ‘juventude’ é apenas ultrapassada por dois navios de passageiros, o que faz do ‘Lisboa’ o navio mais jovem entre as unidades destinadas a mercadorias.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com