indra

Indra renova sistemas de automatização do tráfego aéreo na Indonésia

Aéreo Sem comentários em Indra renova sistemas de automatização do tráfego aéreo na Indonésia 251

A Indra informou que assinou um contrato para renovar os sistemas de automatização do tráfego aéreo de três centros de controlo do ANSP (Air Navigation Service Provider) da Indonésia AirNav. Com este contrato, a empresa consolida a sua posição como o principal fornecedor tecnológico de sistemas de gestão de tráfego aéreo neste país.

A empresa vai implementar os seus sistemas nos centros de controlo de Palembang e Pekanbaru, na ilha de Sumatra, e de Tanjung Pinang, nas ilhas Riau. Esta tecnologia vai melhor a segurança e permite gerir um maior número de voos. A Indra é líder em sistemas de gestão de tráfego aéreo em todo o mundo e tem  as suas soluções implementadas em 160 países.

Nos últimos anos a Indra modernizou o centro de controlo de Jayapura, localizado no aeroporto internacional de Sentani e a partir do qual se gerem os voos em toda a Nova Guiné; o de Kuala Namu (Medan), que gere o tráfego na ilha de Sumatra; e o Berau, que gere o tráfego em Borneo.

Por outro lado, a Indra desenvolveu uma rede de radares que cobre aproximadamente 70% da vigilância aérea do país. A sua precisão e capacidade de identificação de aeronaves representou um salto qualitativo na gestão do tráfego aéreo num dos países mais povoados do mundo e que depende do transporte aéreo para ligar as mais de 17.000 ilhas que o integram.

Entre os últimos radares postos em operação, destaca-se o do aeroporto internacional de Soekarno-Hatta de Jacarta, o principal da Indonésia e por onde passam 55 milhões de passageiros por ano.

Recentemente, a Indra colocou em operação radares secundários nos aeroportos internacionais de Yogyakarta, Pekanbaru e Padang. O arranque de todos estes sistemas de vigilância engloba-se dentro do plano de modernização lançado pela AirNav Indonésia, no qual a Indra tem vindo a trabalhar há mais de uma década.

Forte posicionamento na Ásia-Pacifico

Por outro lado, a Indra trabalha na modernização tecnológica de outras infraestruturas na Indonésia. Iniciou a implementação do seu sistema Opem SGC na eléctrica estatal PLM e modernizou a gestão do controlo do tráfego rodoviário em Jacarta e Surabaya. Também realizou a manutenção dos simuladores de voo A7P e C235.

Na região da Ásia-Pacífico, a Indra mantém ainda uma posição de liderança crescente como fornecedor de sistemas de tráfego aéreo. Destacam-se pela sua envergadura os projectos que levou a cabo na China, onde implementou uma rede de meia centena de radares que gere 60% do espaço aéreo do país e equipou os centros de controlo de Chengdu e Xiam com os sistemas que gerem o tráfego aéreo numa área de 4,2 milhões de km2 . Também na China, implementou nos últimos anos mais de 900 sistemas de ajuda via rádio, que apoiam as aterragens nos seus aeroportos e conduzem as aeronaves em rota.

Outro projecto emblemático recente na região foi o desenvolvimento na Coreia do Sul de radares para reforçar a segurança e vigilância na rota com mais tráfego de passageiros do mundo, a de Jeju- Seúl, utilizada por mais de 10 milhões de passageiros por ano.

A empresa, também foi responsável pela modernização da gestão do tráfego aéreo em países como a Mongólia ou o Vietnam. Desenvolveu projetos nas Filipinas e é um importante fornecedor tecnológico na Austrália.

Leave a comment

Back to Top

Powered by MAEIL
Partilhar
Partilhar