Indra - Picture credit to Avinor and Catchlight Fotostudio 2b

Indra deu asas ao maior centro de Torre Remota do mundo que gerirá 15 aeroportos em 2022

Aéreo, Empresas Comentários fechados em Indra deu asas ao maior centro de Torre Remota do mundo que gerirá 15 aeroportos em 2022 279
Tempo de Leitura: 2 minutos

O maior centro de torre remota do mundo está em acção e tudo por causa do papel da tecnológica internacional Indra, que desempenhou um papel importante no processo de desenvolvimento da tecnologia que permitiu a concretização desse feito.

Centro de torre remota gerirá 15 aeroportos em 2022

No final do ano de 2022, revelou a empresa global de tecnologia e consultoria, quinze aeroportos vão ser geridos à distância a partir do centro, localizado em Bodø, no norte da Noruega. Os aeroportos de Røst e Vardø, a 115 e 750 quilómetros de distância, já são geridos a partir deste centro.

O centro é propriedade da Avinor e é operado por esta prestadora de serviços de navegação aérea norueguesa. A Indra e o seu parceiro tecnológico Kongsberg oferecem sistemas que permitem a transição das torres convencionais dos aeroportos para torres digitais centralizadas. O InNOVA, o sistema de torres da Indra, permite aos controladores de tráfego aéreo e aos técnicos do Serviço de Informação de Voo do Aeródromo (AFIS) estarem cientes da situação ao gerirem os voos de aproximação e os movimentos em terra. O sistema de comunicação de voz GAREX, também da Indra, garante uma comunicação fiável com os pilotos, atestou a empresa, através de um comunicado, ao qual acedemos.

Graças ao sistema de torre InNOVA, detalhou a Indra, a Avinor obtém as informações necessárias para uma gestão segura do tráfego aéreo e terrestre num único ecrã. Esta informação inclui, por exemplo, fichas de voo electrónicas, a situação do tráfego aéreo e informação meteorológica. Pode ser ampliado para incluir redes de segurança avançadas e funções automáticas utilizadas em alguns dos aeroportos mais complexos do mundo. O sistema foi concebido para permitir aos controladores a gestão remota de vários aeroportos a partir da mesma posição de trabalho, tal como a Avinor validou num projecto SESAR em 2019, prevendo-se novas validações no início de 2021.

Mais um marco emblemático no trajecto de vanguarda da Indra

Esta é mais uma milestone no já longo percurso da Indra na vanguarda do desenvolvimento de torres remotas. Recorde-se que, em 2009, o prestador britânico de serviços de navegação NATS encomendou à Indra o sistema de torres para a primeira torre remota do mundo, o Virtual Control Facility de Heathrow. Em 2018, o sistema de torres remotas da Indra para a HungaroControl recebeu o Prémio ATC da Jane por ser o primeiro sistema integrado de torre remota do mundo a receber aprovação para operar sem restrições de capacidade.

Indra – Pictures credit to Avinor and Catchlight Fotostudio 2b

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com