Estação Radar de controlo aéreo da Indra

Indra reforça posição como principal fornecedor de radares e sistemas de vigilância de tráfego aéreo

Aéreo Comentários fechados em Indra reforça posição como principal fornecedor de radares e sistemas de vigilância de tráfego aéreo 669
Tempo de Leitura: 4 minutos

Recordes atrás de recordes, é isso que a Indra tem vindo a alcançar ano após ano nas suas vendas no mercado de radares civis e sistemas de vigilância de tráfego aéreo, confirmando a sua posição de líder global neste segmento de negócio.



A empresa explica que «o êxito da Indra está assente na elevada capacidade e fiabilidade dos seus radares. Outros factores que também contribuíram para o aumento das suas vendas foram: o fornecimento de radares tridimensionais (banda L), que reforçam a segurança nos aeroportos e zonas de maior tráfego; a digitalização de sistemas para oferecer uma maior capacidade e facilitar a sua manutenção; e as melhorias que introduziu nos seus sistemas para mitigar as interferências provocadas por campos eólicos».

Paralelamente a isto, a empresa liderou ainda o mercado de sistemas de vigilância ADS-B, que nos últimos anos verificou um forte crescimento para complementar a vigilância radar e cobrir rotas menos transitadas. Nos últimos anos a Indra implementou mais de 250 radares primários e secundários em todo o mundo.

Líder em todas as áreas onde opera

Por regiões, a Indra reforçou a sua posição em todas as áreas em que opera. Na Europa, em 2017 assinou um acordo marco com o fornecedor de serviços de navegação sueco LFV, que a converteu no fornecedor preferencial de radares primários e secundários em todo o país.

Na Dinamarca, está a implementar estações de vigilância, equipadas com radar secundário e primário, nos aeroportos de Billund e Roskilde.

Estes dois contratos reforçam a sua posição na Europa, onde forneceu radares e sistemas de vigilância à ENAIRE (Espanha), Skyguide (Suiça), Cyta (Chipre), Croatiacontrol (Croácia), Slovenia Control (Eslovénia), AustroControl (Áustria), PANSA (Polónia), Oro Navigacija (Lituânia), DHMI (Turquia) e Londom Lutom Airport Operations (Reino Unido), para além da EUROCONTROL, a organização europeia para a segurança da navegação aérea.

Na América Latina a Indra é a empresa líder em sistemas de gestão de tráfego aéreo em todo o continente. No âmbito específico da vigilância, está a modernizar a rede de radares da COCESNA para equipá-los com a última tecnologia e avanços, incorporando a capacidade ADS-B e tecnologia totalmente digital, com interface de controlo e monitorização através de plataformas web. Esta rede de radares está implementada em diferentes localizações nas Honduras, Ilhas Caimão, Costa Rica, Nicarágua e Guatemala.

Por outro lado, a corporação centro americana contratou recentemente à Indra a adquisição de novos sistemas que se implementarão em San José, Costa Rica, Belize, Nicarágua e Guatemala. Paralelamente, também se adjudicaram novos contratos no Panamá e no Chile.

indraÁfrica – Argélia, o último grande contrato

No norte de África, a empresa assinou em Fevereiro deste ano um contrato com o fornecedor de serviços de navegação da Argélia (ENNA) para modernizar de forma integral toda a gestão do tráfego aéreo do país. Entre os trabalhos a realizar está a renovação de toda a rede de vigilância aérea: a Indra implementará onze estações equipadas com radares primários e secundários modo S e treze estações ADS-B.

No continente africano, a Indra também está a implementar para a agência ASECNA, aquela que será a maior rede de sistemas ADS-B de todo o planeta cobrindo a vigilância de 17 países e vários departamentos franceses do Índico.

Já na Ásia, a Civil Aviation Administration of China (CAAC) contratou à Indra em 2017 o desenvolvimento de um radar secundário no Aeroporto Internacional de Shijiazhuang Zhengding, que presta serviço a Shijiazhuang, capital da província de Hebei, no norte do país. Com este sistema, o número de radares desenvolvidos pela Indra na China supera a trintena, cobrindo a vigilância de 60% de todo o seu espaço aéreo e de aeroportos tão importantes como o de Shanghai.

avião indraAinda na Ásia, a Indra trabalha na modernização da gestão do tráfego aéreo dos três aeroportos de Seul, incluindo o de Incheon, o mais importante de Coreia do Sul. A empresa está a implementar novos radares que se juntarão ao radar secundário MSSR modo S, implementado pela Indra no passado, para vigiar a rota com mais tráfego do mundo, a que une Jeju e Seul e que utilizam mais de dez milhões de passageiros por ano.

Na região do Pacífico, a Indra implementou no ano passado sistemas para reforçar a vigilância do espaço aéreo da Tailândia e está a avançar no desenvolvimento de sistemas ADS-B na Austrália, país onde já instalou anteriormente nove radares secundários. Na zona da Ásia-Pacífico, a Indra também já desenvolveu os radares que controlam 70% do espaço aéreo de Indonésia e Vietname e todo o céu da Mongólia.



Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com