Inédito: PSA Sines operou porta-contentores recorrendo a 7 gruas de cais em simultâneo

Marítimo Comentários fechados em Inédito: PSA Sines operou porta-contentores recorrendo a 7 gruas de cais em simultâneo 3147
Tempo de Leitura: 2 minutos

A empresa PSA Sines, que opera o Terminal XXI (de contentores), anunciou um facto inédito da sua operação: pela primeira vez, a operadora do terminal do Porto de Sines recorreu à utilização, em simultâneo, de sete gruas de cais. O navio porta-contentores MSC Mina foi o alvo da operação.

Foi no passado dia 12 de Junho que o navio MSC Mina escalou o Porto de Sines, e, mais concretamente, o seu terminal de contentores. «Pela primeira vez na história da operação da PSA Sines foram utilizadas 7 gruas de cais em simultâneo na operação de um navio», reportou a concessionária, através de uma nota deixada nas redes sociais. Na operação do navio porta-contentores de última geração (com 399,71 metros de comprimento) da helvética MSC «foram movimentados 2.059 contentores em menos de 10 horas», revelou ainda a empresa.

«A PSA Sines demonstra assim, mais uma vez, que a aposta contínua na melhoria dos seus equipamentos e infraestruturas, aliada à determinação e vontade dos seus Colaboradores, se traduz na qualidade e excelência dos serviços prestados aos seus parceiros, naquele que é o único terminal do País com capacidade para operar estes gigantes dos mares!», vincou a concessionária na mesma missiva divulgada esta Quarta-feira, dia 17 de Junho.

Recorde-se que a PSA assinou, no passado mês de Outubro, com a APS, um aditamento ao contrato de concessão que permite a realização de novos investimentos de expansão do cais e redimensionamento e modernização do Terminal XXI. O aditamento, adiantou à data a tutela, permitirá «um investimento global de 660,9 milhões de euros, totalmente privado, a concretizar pela concessionária, compreendendo não só a expansão do cais de acostagem e respectivos equipamentos de movimentação, mas também a manutenção de equipamentos instalados nas fases anteriores».

Deste investimento, 134,4 milhões serão em infra-estruturas, concretizadas entre Fevereiro 2021 e final 2023; 9,3 milhões para expansão da ferrovia, já concluída; e 154,2 milhões de novos equipamentos a adquirir até 2027, num total de 297,9 milhões. Os restantes 363 milhões serão investidos em renovação de equipamentos concretizada ao longo da vida da concessão. O prazo da concessão é expandido em 20 anos.

Foto: PSA Sines Facebook

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com