Autoeuropa

«Integração de perspectivas diferentes» chave no «sucesso» da parceria entre Rangel e Autoeuropa

Empresas, LogísticaComentários fechados em «Integração de perspectivas diferentes» chave no «sucesso» da parceria entre Rangel e Autoeuropa334
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em entrevista recentemente disseminada pela Rangel, Rui Baptista, Logistics Business Manager da Volkswagen Autoeuropa, abordou a parceria firmada entre a fábrica, localizada em Palmela, e a operadora logística Rangel. Para o responsável, a chave do sucesso da sinergia resultado do «trabalho desenvolvido em equipa» e de uma «integração de perspectivas diferentes».

Recorde-se que a parceria da Volkswagen Autoeuropa com a Rangel iniciou-se em Agosto de 2019, assegurando uma operação complexa e de grande dimensão que conta com cerca de 750 colaboradores, distribuídos por 19 turnos semanais. «Desde o primeiro dia, sentimos que tem sido uma parceria e não a prestação de um serviço. Estamos a caminho de completar o segundo ano de parceria e temos ainda muitos desafios para vencer, mas estamos confiantes que os alcançaremos em equipa», analisou Rui Baptista, ao abordar a parceria.

Integração de primas diferentes e trabalho de equipa: a «receita do sucesso»

«O trabalho desenvolvido em equipa, assim como a integração de perspectivas diferentes, tem-se revelado a receita do sucesso para esta relação de parceria, que está numa fase de crescimento», aprofundou o responsável da Volkswagen Autoeuropa. Tal como a Revista Cargo havia já destacado, Rui Baptista abordou, durante a entrevista, o tema central da digitalização de processos no contexto das cadeias logísticas e a importância deste vector para a fiabilidade, integridade e fluidez do abastecimento da fábrica. O responsável abordou ainda os efeitos da pandemia de COVID-19.

«Os factores de imprevisibilidade e disrupção das cadeias logísticas, que são encabeçados, naturalmente, pelos efeitos adversos da pandemia de Covid-19. O seu impacto repercutiu-se não só nos obstáculos à mobilidade dos serviços de carga, mas também na alteração de comportamentos do cliente final. É, por exemplo, o caso do súbito aumento do consumo de equipamentos como telemóveis, consolas de jogos ou computadores, o que provocou uma escassez generalizada de semi-condutores», comentou ainda Rui Baptista.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com