ferrovia bitola IP

Maior intermodalidade pode reduzir em 4% as emissões poluentes na Europa

Terrestre Comentários fechados em Maior intermodalidade pode reduzir em 4% as emissões poluentes na Europa 662
Tempo de Leitura: 1 minutos

De acordo com as conclusões de um relatório produzido pela associação Transport & Environment, o aumento da intermodalidade, até aos 23%, propiciaria uma redução das emissões de gases poluentes de cerca de 4% em 2050. O estudo, que se debruçou sobre o fenómeno da ‘descarbonização’ do transporte terrestre na Europa, realça a importância de uma vigorosa aposta em infra-estruturas que permitam agilizar o cruzamento de fronteiras e reduzir os custos de transbordo, colocando o foco na maior abertura dos mercados à concorrência.

Intermodalidade é o caminho para mitigar peso das emissões poluentes

Para a associação belga Transport & Environment, o aumento da preponderância do transporte ferroviário permitiria um corte de 4% nas emissões de gases no contexto do transporte terrestre europeu. Além dessa conclusão, o relatório enfatiza também a necessidade de uma melhor gestão das vias, assim permitindo maior capacidade e flexibilidade à operação dos comboios de mercadorias. «Entendemos que, sem medidas específicas, a quota modal do transporte ferroviário permanecerá nos actuais 18%, o que alguns consideram optimista tendo em conta a redução do transporte a granel em longas distâncias», refere.

Aumentar a quota de participação do transporte ferroviário no transporte de mercadorias até aos 23% depende, como clarifica o estudo, da implementação de melhorias técnicas, tanto na capacidade ferroviária como no aumento da qualidade dos serviços prestados pelos operadores. Por outro lado, a associação Transport & Environment observa que os custos associados às estradas têm que aumentar de forma significativa, para que os seus custos associados se assemelhem.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com