antonio costa prime

Investimento na ferrovia ajudará Portugal a alcançar a neutralidade carbónica em 2050

Terrestre Comentários fechados em Investimento na ferrovia ajudará Portugal a alcançar a neutralidade carbónica em 2050 283
Tempo de Leitura: 1 minutos

Na passada Segunda-feira (dia 15 de Julho), enquanto discursava durante a cerimónia de inauguração de um novo troço de 14 quilómetros, da Linha do Douro, entre as estações de Caíde de Rei e Marco de Canaveses, o Primeiro-Ministro frisou que o investimento na ferrovia que o país está a fazer, que considerou o maior no último século, vai ajudar Portugal a alcançar a neutralidade carbónica em 2050.

«Temos que mudar o nosso paradigma energético»

«Para atingir a meta da neutralidade carbónica em 2050, temos que mudar o nosso paradigma energético, cada vez mais assente em renováveis e menos em combustíveis fósseis, e temos de mudar o nosso paradigma de mobilidade nas cidades e não só», declarou António Costa, citado pelo jornal ‘Eco’. Instrumental na obtenção desse objectivo é a tipologia do investimento ferroviário, virado para um futuro cada vez mais sustentável.

Acompanhado por Pedro Nuno Santos, líder da pasta das Infra-estruturas, António Costa salientou que a nova infra-estrutura ferroviária vai permitir diminuir as emissões poluentes para a atmosfera provocadas pelas composições a diesel, o que também acontecerá, lembrou, com a ligação entre Nine e Viana do Castelo, na Linha do Minho, inaugurada no passado dia 15 de Julho.

O líder do Executivo defendeu ainda que o investimento em marcha será fulcral para a redução da dependência externa do país em matéria energética, sendo igualmente um factor de incremento da qualidade de vida das populações e da competitividade das empresas portuguesas.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com