ferrovia intermodalidade ferroviária saragoça

Investimento na ferrovia «melhorou» mas «continua a ser insuficiente», diz a Comissão

Terrestre Comentários fechados em Investimento na ferrovia «melhorou» mas «continua a ser insuficiente», diz a Comissão 359
Tempo de Leitura: 2 minutos

No Documento de Trabalho dos Serviços da Comissão sobre Portugal de 2020, a Comissão Europeia denota que o investimento em termos de ferrovia «melhorou» em Portugal face ao período 2007-2013, mas que ainda não é suficiente para suprir os problemas de fundo do país.

«Situação em termos de investimento melhorou», mas…

O relatório, que acompanha o documento ‘Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu, ao Conselho Europeu, ao Conselho, ao Banco Central Europeu e ao Eurogrupo’, ao qual a Revista Cargo teve acesso, frisa que «os investimentos ferroviários deparam-se com atrasos», lembrando que «os principais projectos no âmbito do programa Ferrovia 2020 que são co-financiados pelo Mecanismo Interligar a Europa sofrem atrasos», explicados, na maior parte dos casos, pela «incapacidade de resposta das indústrias de concepção e construção no período posterior à crise e, que, em alguns casos, não podem ser inteiramente compensados», detalha o relatório.

«A situação em termos de investimento melhorou, se comparada com o período de 2007-2013 em que a maior parte das convenções de subvenção teve de ser cancelada, mas continua a ser insuficiente. Os investimentos ferroviários são essenciais para que Portugal atinja os seus objectivos de descarbonização e garanta a neutralidade das suas emissões até ao final de 2050 (Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050)», salienta a Comissão.

Ferrovia 2020 com atrasos mas sem cancelamentos

Portugal tem-se debatido com o – já considerado unanimemente crónico – sub-desenvolvimento da sua conectividade ferroviária, tendo o actual Ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, admitido que o país descurou, durante várias décadas, a ferrovia e as suas potencialidades, tendo dado primazia à aposta no transporte rodoviário. Os diversos atrasos na execução do programa Ferrovia 2020 também vêm suscitando várias críticas – no entanto, o governante garantiu que não existem quaisquer cancelamentos previstos.

Para que a revitalização ferroviária aconteça em Portugal, há que contrapor, a décadas de desinvestimento, um reforçado e persistente investimento: «Como o ciclo de desinvestimento foi longo, o ciclo de investimento também terá de o ser», defendeu Pedro Nuno Santos, num artigo de opinião publicado em 2019, no qual fez a apologia de uma aposta central nas virtudes do transporte ferroviário enquanto elo agregador dos territórios.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com