IP António Laranjo

IP assinalou arranque do serviço com comboios de tracção eléctrica entre Viana e Valença

Terrestre Comentários fechados em IP assinalou arranque do serviço com comboios de tracção eléctrica entre Viana e Valença 331
Tempo de Leitura: 2 minutos

A entidade Infraestruturas de Portugal (IP) assinalou o início, no simbólico e histórico dia 25 de Abril, do serviço ferroviário de transporte com comboios de tracção eléctrica no troço da Linha do Minho, entre as localidades de Viana do Castelo e Valença.

A disponibilização deste novo serviço ferroviário por parte do operador (neste caso, a empresa CP – Comboios de Portugal), decorre da concretização dos investimentos na electrificação e modernização da Linha do Minho, desenvolvidos pela IP no âmbito do programa Ferrovia 2020.

Empreitada foi finalizada no arranque de 2021

O troço ferroviário da Linha do Minho, entre Viana do Castelo e Valença, foi objecto de requalificação e electrificação, com a empreitada a ser finalizada no início deste ano, seguindo-se a fase de testes e certificação agora concluída e que possibilita a disponibilização da circulação com tracção eléctrica. Num investimento superior a 19 milhões de euros, a intervenção compreendeu a electrificação do troço da Linha do Minho com cerca 49 quilómetros, entre Viana do Castelo e a fronteira em Valença. No âmbito da empreitada foram realizados, entre outros, os seguintes trabalhos:

  • Instalação de catenária
  • Alteamento das plataformas de passageiros, beneficiando as condições de acesso dos passageiros ao comboio, nomeadamente para as pessoas com mobilidade condicionada.
  • Execução de duas estações técnicas de 750 metros para comboios de mercadorias, que asseguram o reforço da capacidade da linha, a circulação de comboios com maior carga, e consequentemente, uma importante redução dos encargos de transporte para os operadores ferroviários.
  • Estabilização de taludes, melhoria dos sistemas de drenagem e das estruturas de suporte e contenção existentes ao longo do troço, reforçando as condições de fiabilidade e segurança.
  • Rebaixamento da via-férrea nos Túneis de Seixas e Gondarém, por forma a permitir a instalação da catenária,
  • Impermeabilização dos túneis de Caminha, Seixas e Gondarém

Foto: Infraestruturas de Portugal (IP)

Saiba mais:

Primeiros comboios eléctricos vão começar a operar na Linha do Minho a 25 de Abril

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com