Iveco e Gruber Logistics aceleram na transição energética com aposta no biometano

Terrestre, Veículos Comentários fechados em Iveco e Gruber Logistics aceleram na transição energética com aposta no biometano 116
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Iveco e a Gruber Logistics estabeleceram uma parceria de sustentabilidade através dos camiões Iveco S-WAY alimentados a biometano. O primeiro abastecimento dos veículos teve lugar durante a inauguração das instalações de biometano líquido na área de serviço Autoporto Sadobre.

Metano liquefeito já «realidade firme» em termos de alternativas

A colaboração entre a Gruber Logistics, a APS Fuel e a HAM, deu lugar ao primeiro corredor ecológico, de emissões zero, na Europa. O projecto utiliza biomassa para a produção de combustível e fornece uma certificação completa da sua cadeia de abastecimento, desde a produção até à utilização.

Para a Iveco, o metano liquefeito é já «uma realidade firme no campo dos combustíveis alternativos». As grandes vantagens do metano são a remoção de partículas e níveis de emissões substancialmente mais baixos, em comparação com os dos motores Diesel. Também é possível produzir gás natural liquefeito a partir de biomassa, de modo a que nenhuma emissão de CO2 seja libertada para a atmosfera.

Iveco: Bio-GNL ganha dinamismo na Europa

O bio-GNL, frisa a marca, está «lentamente a ganhar dinamismo na Europa, mas ainda não existem soluções para garantir a total rastreabilidade da biomolécula». As estações de abastecimento não têm instalações dedicadas, pelo que misturam metano gerado a partir de combustíveis fósseis com biometano. «Estamos orgulhosos pelo facto da Gruber Logistics tenha escolhido a Iveco e esteja a investir com excelência e visão no biometano, uma solução ecológica em que acreditamos firmemente», disse Fabrizio Buffa, Responsável por Propulsores Alternativos para o mercado italiano na Iveco.

«Graças ao investimento contínuo em produtos e tecnologia, somos um líder europeu em soluções de propulsão alternativas e o biometano é o presente e o futuro do transporte pesado neutro em carbono», acrescentou Buffa. A APS Fuel (Autoporto Sadobre) criou uma infra-estrutura de distribuição dedicada ao biocombustível, a fim de manter o combustível fóssil separado do biometano.

«Até agora, o biogás era introduzido na rede de distribuição com metano convencional, sendo depois liquefeito ou levado para estações de reabastecimento onde é misturado com combustíveis fósseis. Tendo construído um tanque de armazenamento dedicado, somos a única estação de reabastecimento na Europa capaz de preservar a pureza do biocombustível, sendo que no final de 2021 teremos melhorado, ainda mais, as nossas instalações com uma bomba de abastecimento de hidrogénio», comentou Roberto Padovani, proprietário da estação de reabastecimento.

««Não só é um combustível que pode reduzir as emissões em 95% em relação ao gasóleo, como também evita as emissões de CO2 dos resíduos agrícolas, tornando-o num combustível com emissões zero», reagiu também Riccardo Piccolo da HAM, a empresa fornecedora do bio-GNL.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com