Jaime Vieira dos Santos

Jaime Vieira analisa digitalização: Na «maratona», Portugal ainda está «nos 100 metros»

Marítimo Comentários fechados em Jaime Vieira analisa digitalização: Na «maratona», Portugal ainda está «nos 100 metros» 242
Tempo de Leitura: 2 minutos

Jaime Vieira dos Santos, presidente da Comunidade Portuária de Leixões e especialista em Economia de Transportes, abordou, ao ‘Público’, a reacção do sector à pandemia, elogiando a reacção «concertada» dos armadores e mostrando-se positivamente «surpreendido» com a resiliência das cadeias logísticas perante a ameaça de paralisações em tempo de crise sanitária. No entanto, é na digitalização que o sector luso (ainda) deixa a desejar.

Para Jaime Vieira dos Santos, a digitalização de processos no sector – e, em especial, a implementação da Janela Única Logística – não está a ser devidamente célere, numa altura em que a explosão do comércio electrónico impera: «A Janela Única Logística (JUL) foi apresentada em 2017. Estamos em 2021 e dizemos que estamos na maratona, mas ainda estamos nos 100 metros, e já devíamos estar nos 30 quilómetros», observou.

JUL «é determinante» para «colocar portos portugueses» no mapa do investimento

O especialista lembrou que a total implementação desta nova plataforma digital, que expande a abrangência da antiga Janela Única Portuária (JUP) «é determinante para colocar os portos portugueses no panorama mundial de portos onde os grandes actores estão a investir, e os institucionais também». Como exemplo, Jaime Vieira dos Santos aludiu à TradeLens (que a Revista Cargo já analisou aqui), uma plataforma constituída pela parceria IBM-Maersk em Janeiro de 2018 e que, nos dias que correm, já tem 50% do controlo dos contentores a nível mundial.

Juntamente com a TradeLens, a Alice também tem vindo a desbravar terreno neste domínio – a ‘Aliança para a inovação em logística através da colaboração na Europa’ conta com o alto patrocínio da União Europeia. «Estas plataformas envolvem todos os actores do canal logístico. Quando estiver numa fase mais madura e chegarem aos nossos portos para impor esta ferramenta, ou temos a nossa JUL com maturidade suficiente para nos podermos encaixar, ou não temos e corremos risco de ser corridos da rede», explicou ainda Jaime Vieira dos Santos.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com