José Luís Cacho

José Luís Cacho (APS): Empresas chinesas reconhecem «grande potencial» do Porto de Sines

Marítimo Comentários fechados em José Luís Cacho (APS): Empresas chinesas reconhecem «grande potencial» do Porto de Sines 757
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Porto de Sines esteve em destaque na televisão chinesa, por altura da visita de Xi Jinping, presidente da República Popular da China, a Portugal – a CGTN, um canal de notícias internacional chinês em língua inglesa, concentrou as objectivas no porto alentejano, enfatizando as suas potencialidades estratégicas no âmbito da One Belt One Road.

Reportagem da CGTN deu amplo destaque ao Porto de Sines e às suas potencialidades no âmbito da One Belt One Road

A peça jornalística da CGTN deu enfoque à participação do Porto de Sines na mega-iniciativa infra-estrutural e de ligações de transporte internacional idealizada pelo governo chinês – dada a sua geografia, capacidade operacional e infra-estrutural, o porto está em situação privilegiada para ser um importante elo na cadeia global do projecto.

Reportou a CGTN que o Porto de Sines assegurou poder ter uma fulcral palavra a dizer no contexto da One Belt One Road, ampliando o âmbito da mesma para o Oceano Atlântico, com o planeamento de um novo terminal de contentores (Terminal Vasco da Gama) a ser outro dos motivos de atracção por parte dos investidores chineses.

A reportagem deu ainda a palavra a Fernanda Ilhéu, Presidente da Associação dos Amigos da Nova Rota da Seda, ao presidente do Conselho de Administração do Porto de Sines, José Luís Cacho e a Paulo Afonso Brardo Duarte, investigador da Universidade do Minho.

Sines: a «entrada principal para a Europa»

«Portugal tem uma história que está ligada ao nosso movimento histórico dos séculos XV e XVI. Fomos os primeiros europeus a chegar à China, o que significa que temos uma Rota Marítima da Seda, a primeira Rota Marítima da Seda. Agora a China propôs-nos um outro caminho, vindo da China para o Ocidente, um novo caminho para a Europa, para cooperar, fazer negócios, trabalharmos juntos», afirmou Fernanda Ilhéu.

«Pense no mapa. Geografia de Portugal. É a entrada principal para a Europa que vem por mar e caminho final de ferrovias vindo da China, onde a terra termina e o mar começa, e vice-versa. É por isso que se ouve falar muito em Sines», comentou também Paulo Afonso Brardo Duarte.

Investidores orientais reconhecem «grande potencial de investimento» do Porto de Sines, afirmou José Luís Cacho

«Percebemos o interesse das empresas chinesas em saber mais sobre este projecto; reconhecem que tem um grande potencial de investimento», declarou, à CGTN, José Luís Cacho. «Além da missão empresarial, também recebemos várias delegações de empresas chinesas dispostas a conhecer a operação do Porto de Sines e o novo Terminal Vasco da Gama», acrescentou.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com