JUL entra em actividade no Porto de Setúbal em Março de 2020

Marítimo Comentários fechados em JUL entra em actividade no Porto de Setúbal em Março de 2020 296
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Janela Única Logística (JUL) entrará em actividade no Porto de Setúbal «já em Março próximo, constituindo um passo significativo para tornar o porto mais competitivo, com processos totalmente digitais, mais rápidos e mais baratos», anunciou a administração do porto sadino (APSS), através de um comunicado ao qual a Revista Cargo (que na edição online de hoje tem dado destaque ao projecto JUL) teve hoje acesso.

APSS realizou demonstração da JUL a stakeholders

A APSS revelou que, em fase de preparação para a entrada em funcionamento da JUL, realizou, no passado dia 10 de Outubro, uma demonstração dessa plataforma a agentes de navegação, autoridades e prestadores de serviços, a qual se revelou «bastante útil pois permitiu proporcionar bastante informação e esclarecer muitos aspectos relacionados com o funcionamento, objectivos e vantagens decorrentes da sua utilização».

A implementação da JUL, recorde-se, concretiza um projecto integrado na ‘Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente — Horizonte 2026’, aprovada por Resolução do Conselho de Ministros sob iniciativa do Ministério do Mar. A plataforma materializa a expansão da JUP a todos os modos de transporte terrestre, desenvolvendo a ligação aos portos secos e plataformas logísticas.

Entre os trunfos da JUL está, frisa a APSS, «o aumento da competitividade das cadeias logísticas nacionais através da desmaterialização e redução do tempo de transporte, englobando os modos de transporte terrestre e os diferentes intervenientes na cadeia logística de transporte de mercadorias situados no hinterland dos portos». O primeiro projecto-piloto foi lançado, recorde-se, em Abril, nos portos da região Autónoma da Madeira.

Expansão ao hinterland com a competitividade na mira

De acordo com declarações prestadas por José Simão (director-geral da DGRM) à rádio M24, a JUL «pega no bom que advém da JUP e estende, através do hinterland, no sentido de ter as cadeias logísticas – que utilizam os portos nacionais – o mais competitivas possíveis, dentro do território português e também em Espanha», uma vez que o trabalho está a ser também efectuado « com plataformas junto a Badajoz e Salamanca».

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com