Kuehne + Nagel

Kuehne + Nagel usa ‘Blockchain’ para processar e agilizar pesagem de contentores

Logística, Marítimo Comentários fechados em Kuehne + Nagel usa ‘Blockchain’ para processar e agilizar pesagem de contentores 263
Tempo de Leitura: 2 minutos

O colosso logístico Kuehne + Nagel anunciou já utilizar a tecnologia Blockchain com o objectivo de facilitar a partilha de dados do peso dos contentores marítimos. A companhia suíça revelou que a tecnologia inovadora foi integrada no seu portal, destinado à aferição da Massa Bruta Verificada (sigla inglesa VGM, verified gross mass).



Kuehne + Nagel regista «800 mil transacções através de seu portal»

Esta evolução, explicou a Kuehne + Nagel, «permite o uso de interfaces nativas de blockchain para troca de dados com terceiros, eliminando a necessidade de canais de comunicação adicionais fora da cadeia». Segundo reportou a companhia, são actualmente registadas «800 mil transacções através de seu portal VGM activado por Blockchain».

Esta prática, que explora as várias potencialidades da tecnologia, segue à risca as directrizes da Organização Marítima Internacional (sigla inglesa IMO) no que toca à nova lei (introduzida em Julho de 2016) que exige a pesagem prévia dos contentores carregados, antes destes serem colocados no navio.

Kuehne + Nagel colocou as mãos na massa, e aplicou Blockchain à partilha de dados sobre Massa Bruta Verificada (VGM)

Para Martin Kolbe, Director de Informação da Kuehne + Nagel, a utilização do Blockchain está ainda pouquíssimo disseminada no sector, uma vez que o transporte marítimo tenta ainda calibrar o (melhor) destino a dar às suas potencialidades digitais. «A lista de promessas ligados ao uso de Blockchain no sector de logística é longa», diz.

No entanto, explica, «as aplicações reais do Blockchain no mundo real são difíceis de encontrar». O exemplo dado pela Kuehne + Nagel é, assim, um mote para todas as empresas que pretendem progredir na aplicação desta nova tecnologia. O portal «permite-nos obter uma verdadeira experiência prática com a tecnologia Blockchain em ambiente de produção local e com um alto número de transacções», comentou.

Recorde-se que, na sequência da alteração de 2016, muitos têm sido os expedidores que reclamam da dificuldade de pesar contentores e do desafio logístico de transmitir os pesos às transportadoras marítimas. Os proprietários da carga mostraram preocupação com o facto de os terminais cobrarem taxas adicionais pela certificação VGM.



Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com