estaleiros Lisnave

Lisnave fez as contas a 2019: estaleiros apresentaram resultado operacional negativo 16 depois

Marítimo Comentários fechados em Lisnave fez as contas a 2019: estaleiros apresentaram resultado operacional negativo 16 depois 416
Tempo de Leitura: 2 minutos

A notícia foi hoje avançada pelo ‘Jornal de Negócios‘: a Lisnave voltou aos resultados líquidos negativos em 2019, depois de 16 anos consecutivos no verde. Na origem deste resultado menos fulguroso estão o diminuto crescimento da economia global, a crescente competitividade no sector da reparação naval e a escassez de mão-de-obra. O relatório e contas será discutido no próximo dia 26 de Março.

O documento, ao qual o ‘Jornal de Negócios’ acedeu, refere mesmo que 2019 foi o ano «mais difícil da vida da empresa», que, recorde-se, durante o ano 2000 foi comprada por apenas um dólar. O resultado líquido situou-se nos -1,96 milhões de euros; recorde-se que no exercício de 2018, a Lisnave obteve um lucro de +4,6 milhões de euros. O ano de 2014 marcou uma das melhores épocas da empresa, com um lucro de quase 14 milhões de euros.

Entre as razões para esta desaceleração sentida pela Lisnave está também a entrada de novas vagas de navios no mercado do transporte marítimo de mercadorias – navios que necessitam de menos reparações; a este factor aliam-se também a descida generalizada das taxas de fretes marítimos, as dificuldades financeiras dos armadores e a agressividade concorrencial, que é cada vez maior.

Segundo avança o ‘Jornal de Negócios’, a Lisnave registou rendimentos de exploração na ordem dos 72 milhões de euros em 2019 (menos 12% que em 2018) e um total de gasto de exploração de quase 75 milhões de euros (perto de menos 3 milhões que em 2018). Assim, o resultado operacional roçou os dois milhões de euros no negativo. A situação líquida da empresa estacionou nos 31 milhões de euros (valor seis vezes superior ao capital social).

O documento, revela o jornal, dá conta de que, apesar do número de consultas ter aumentado face a 2018, o volume de encomendas baixou, das 85 para as 82; no cômputo global, os estaleiros navais repararam 72 navios contra os 85 reparados durante o ano de 2018.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com