Projecto ‘LNG Blue Corridors’ faz balanço de sucesso de mão cheia de anos de progressos

Empresas, Terrestre Comentários fechados em Projecto ‘LNG Blue Corridors’ faz balanço de sucesso de mão cheia de anos de progressos 439
Tempo de Leitura: 3 minutos

Ao fim de 5 anos, findou o projecto ‘LNG Blue Corridors’ – para fazer o balanço da iniciativa e analisar os resultados obtidos foi realizado um evento final que também teve o condão de expor outros projectos ligados à vertente do GNL enquanto combustível referência no segmento dos Transportes.



O evento contou com um discurso de abertura de Directora-Geral Adjunta da Mobilidade e Transportes da Comissão Europeia, ficando a manhã reservada para a análise dos resultados do projecto (apresentados pela Comissão Europeia, pelos coordenadores, operadores de frotas, fabricantes de veículos, entre outros), e da qual se extraiu uma visão global positiva e completa de um projecto que durou uma mão cheia de anos.

‘Desfile’ de projectos revelou potencialidades e virtudes do GNL

A parte da tarde foi dedicada a apresentações relativas às novas e avançadas tecnologias de GNL destinadas a powertrains,sistemas de pós-tratamento e design de tanques de GNL da HDGAS. Tendo em mente a influência significativa da correcta medição do índice de metano no desempenho de motores a gás natural, a NV GL desenvolveu um novo e melhorado modelo de cálculo para o número de metano: esses resultados mereceram também discussão aprofundada.

Por seu turno, a LNG Motion e a BioLNG4-EU apresentaram formas de acção conjunta da produção de Bio-LNG e das infra-estruturas de enchimento de GNL, ao passo que o projecto Core LNGas Hive apresentou sinergias entre o GNL utilizado no transporte marítimo e no transporte rodoviário. O evento encerrou com o discurso final de  Antonio Tricas, coordenador da Comissão Europeia no âmbito do projecto ‘Blue Corridors GNL’.

Aumento da conectividade: novas rotas disponíveis para camiões movidos a GNL

No final de Abril de 2018, o balanço reflexivo do projecto dava conta do seu incontornável sucesso e das respectivas metas cumpridas. A frota de camiões 140 LNG percorrera, até à data, um total de mais de 31,5 milhões de quilómetros, consumindo para tal cerca de 14.200 toneladas de GNL, graças a um total de 111.000 operações de reabastecimento realizadas nas 12 estações ligadas ao projecto. A grande maioria das operações de enchimento pautou-se pela estabilidade e segurança.

De acordo com informações e estudos detalhados (técnicos e económicos) disponibilizados directamente no site do projecto, da frota total que integrou o projecto, 78% são camiões IVECO LNG e 22% são camiões VOLVO LNG. Os camiões Euro VI representam uma fatia de 76%, a restante é Euro V. A rede de estradas do corredor encontra-se ainda em progressiva expansão – novas rotas estão já disponíveis para os camiões de GNL, graças ao desenvolvimento das infra-estruturas próprias.

Iveco, Scania e Volvo: um triunvirato de vanguarda no aperfeiçoamento dos modelos movidos a GNL

Novos modelos de camiões de elevada potência movidos a GNL inundam, em boa hora, o mercado automóvel, pela mão da Iveco, Scania e Volvo: com o arranque do projecto e a sua progressão no tempo, aumentou a disseminação de veículos alimentados a GNL e suas respectivas potências, outrora consideradas insuficientes para a adaptação às exigências da indústria do transporte de longo curso de mercadorias por camiões.

No decurso do projecto, os fabricantes do equipamento (sigla inglesa OEM) foram sensibilizados para tais necessidades, partindo assim para a projecção e colocação no mercado de novos modelos de camiões a GNL capazes de oferecer mais potência, torque e fiabilidade. Estes novos modelos adequam-se já ao desafio do transporte de longo curso ao mesmo tempo que imitam as capacidades dos camiões de sempre, mas com uma factura incomensuravelmente mais baixa para o ambiente.



Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com